Aprendizados do segundo Congresso Infovarejo

O segundo Congresso Infovarejo foi um sucesso. Ao final do evento, saímos com a convicção de que os participantes, tanto congressistas, quanto patrocinadores e organizadores, conseguiram extrair importantes conhecimentos sobre o cenário do varejo e encontraram práticas que podem mudar alguma rotina operacional ou gerencial de seus negócios.

Aprendizados do segundo Congresso Infovarejo

 

3 principais aprendizados do segundo Congresso Infovarejo

Se você não conseguiu ir ao segundo Congresso InfoVarejo não precisa se preocupar, ano que vem o evento acontecerá novamente. Dessa edição retiramos os três aprendizados que consideramos mais importantes e vamos fazer uma síntese do que foi apresentado.

1. Importância do Ponto de Venda

Aqui no InfoVarejo, constantemente batemos na tecla da importância do PDV para a operação do varejo. Esse espaço deve receber atenção dobrada por parte do gestor, pois é o local em que a venda é concretizada, ou seja, a soma de todos os processos (e de todo esforço) gera a venda realizada no PDV.

Já reforçamos aqui no portal a importância de contar com equipamentos próprios para o ponto de venda (balança, gaveta, computador, leitor, impressora, etc.) e a necessidade de contar com um software de gestão que dê segurança ao varejista – tanto em questão de cumprimento da legislação, quanto em integração com outros sistemas, como TEF e retaguarda, por exemplo.

No segundo Congresso Infovarejo um dos principais temas foi a importância da arquitetura do PDV. Na palestra ministrada por Carlos Barros (PDV Brasil) foi destacado o quanto a excelência no ponto de venda possui relação com o ambiente criado nesse setor, e como se relaciona com a experiência de compra do cliente.

Na hora de pensar no projeto da loja é fundamental que o varejista pense na estrutura do PDV, pois a atmosfera criada naquele local será diretamente responsável por influenciar a expectativa de compra do cliente.

Dicas para começar a investir na arquitetura do PDV

– Conheça o seu cliente

Na hora de pensar na estrutura do ponto de venda é fundamental levar em consideração o comportamento do consumidor que normalmente compra na sua loja. Todas as decisões precisam ter com objetivo a melhoria do momento da compra, evitando atritos e tornando aquele local acolhedor ao cliente.

– Crie uma percepção de valor para sua loja a partir do PDV

Da mesma forma que a maioria das pessoas está acostumada a julgar um livro pela capa, os consumidores do varejo estão acostumados a julgarem a loja pelo ponto de venda. Portanto esse local é responsável por passar para o cliente a personalidade da empresa.

Qual a ideia que você quer deixar da sua loja? Explore esse caminho no ponto de venda, nesse ambiente deverá conter o DNA do seu negócio e a pessoa que passa ali deve perceber isso.

– Invista na experiência

Na hora de pensar no ponto de venda é importante que você invista em elementos que provoquem a utilização dos sentidos de cada pessoa que passa nesse espaço. Uma experiência marcante faz com que o cliente crie sensações que servem como incentivo para compras e evitam atritos e desconfortos.

Aprendizados do segundo Congresso Infovarejo

 

2. A transformação digital é um caminho sem volta

É impossível negar a influência da tecnologia nos dias atuais, no varejo isso não é diferente. Alguns processos, que antigamente eram realizados de forma manual, hoje em dia são automatizados, o que proporciona ao varejista maior segurança na execução e aumento da produtividade da empresa.

Softwares e hardwares que atuam como grandes auxiliares do varejista não são novidades pra ninguém. Software de gestão (ERP), automação comercial do PDV em geral, conciliador de cartões, computadores, relatórios gerenciais, são alguns exemplos de tecnologias que mudaram a forma como eram executadas tarefas e hoje são realidades na maioria das empresas.

Na palestra realizada no segundo Congresso Infovarejo e ministrada por Nelson Soares vimos que a tecnologia também ajuda na relação entre a empresa e o consumidor final. Algumas soluções foram pensadas para que o varejista consiga estreitar a relação com seu cliente, entender a natureza de consumo dessa pessoa e identificar os pontos para buscar sempre manter o cliente fiel à sua empresa.

Vimos também que os programas de cashback se apresentam como uma nova forma para a realização dessa fidelização dos clientes. Daniel Gava (Beblue) apresentou a solução da empresa para a retenção, capitalização e fidelização de clientes, partindo do fato de que os programas de cashback, atualmente transformaram-se na “menina dos olhos” dos consumidores.

3. É preciso investir em uma gestão de pessoas ativa

Empresas vencedoras são formadas por colaboradores que possuem o espírito de dono. Essa afirmação é de Francisco Neto (Lucree), que ministrou a palestra magna sobre Cultura e gestão de empresas vencedoras. Durante a palestra alguns elementos presentes em organizações que alcançaram o sucesso foram destacados, visando levar aos participantes do congresso práticas para aplicarem em seus negócios.

Entre os elementos, destacamos a importância de engajar todos os colaboradores com a empresa, levando adiante os valores e os objetivos da organização e sempre buscando a excelência em todas atividades.

Além disso, algumas dicas foram deixadas para que os varejistas melhorem a gestão de pessoas em suas empresas, veja algumas:

  • Crie estratégias para atrair e reter os melhores colaboradores: a rotatividade de funcionários prejudica a continuidade de processos vencedores e, além disso, custa caro à empresa.
  • Ofereça condições de evolução para os colaboradores: tanto investindo na carreira do profissional, quanto na formação pessoal.
  • Reconheça esforços e atividades realizados com sucesso: o reconhecimento é importante para a manutenção de boas práticas e para o encorajamento de toda a equipe.
  • Realize feedback: o profissional tem o direito de saber como está o seu desempenho, essa é a melhor forma de melhorar atitudes e valorizar boas práticas.
  • Copie boas práticas: olhe para outras empresas e veja as atividades que conseguem sucesso, personalize e utilize em sua empresa, busque quem está indo bem e procure ter boas referências.

 

Aprendizados do segundo Congresso Infovarejo

 

Conclusão

O segundo Congresso Infovarejo foi um sucesso! Além das palestras, painéis, cases e debates que aconteceram ao longo do dia, houve uma grande troca de experiência entre os participantes, que tiveram oportunidade de participar de uma feira de negócios que envolveu diversas empresas que atuam no varejo. Esses momentos serviram para que os varejistas fizessem networking e conseguissem conversar cara a cara com grandes nomes do segmento, resultando em uma grande troca de experiências.

Foi ao segundo Congresso Infovarejo? Deixe sua opinião sobre o evento nos comentários.

Ficou com alguma dúvida sobre os aprendizados do segundo Congresso Infovarejo apresentados nesse post? Escreva para contato@infovarejo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apoiadores do InfoVarejo