InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Tecnologia

Vendas com cartão: como entender essas operações

Escrito por Marcos Tadeu | 09/07/2018
  • 1831 visualizações
  • 89 compartilhamentos

Hoje em dia é impossível pensar em um negócio que não conte com um sistema para aceitar pagamento com cartões. Afinal, as vendas com cartão já são realidade em todos os segmentos do setor, atraindo e facilitando a vida dos consumidores.

Entretanto, para o varejista, o funcionamento das vendas com cartão nem sempre é algo claro, pois muitas vezes ele não sabe o que está envolvido nessas operações. Nesse artigo vamos explicar com clareza alguns detalhes importantes desse meio de pagamento, para que você consiga entender como funciona e evitar que se transforme em um problema para sua empresa.

Vendas com cartão: como entender essas operações

 

Vendas com cartão: o que eu preciso saber?

Taxas

As taxas e tarifas são as grandes causadoras de dúvidas nos varejistas. Muitas vezes já aceitam vendas com cartão na loja mas ainda não sabem quanto e o que pagam para oferecer esse serviço.

Vamos esclarecer então:

Para aceitar cartões em sua loja é preciso contar com os serviços de uma adquirente, nesse momento é indispensável firmar um contrato firmando todos os valores que serão cobrados e as taxas inseridas nesse processo.

Conheça as taxas que, normalmente, são cobradas para que se possa realizar as vendas com cartão:

Aluguel da máquina: valor que é cobrado por mês para que o varejista possa utilizar o equipamento responsável por passar o cartão e realizar todo o processo.

Taxa do cartão: esse valor é cobrado sobre cada venda, de modo que existe uma diferença entre o tipo de cartão usado na venda (crédito ou débito).

Taxas de antecipação: o valor das vendas não é repassado instantaneamente para o varejista (entenda sobre o período de pagamento no próximo tópico), sendo assim, algumas adquirentes realizam a antecipação do valor, cobrando uma taxa para tal serviço.

Taxa de parcelamento: uma das grandes vantagens das vendas com cartão para os consumidores é a opção de parcelamento, entretanto olhando para o lado do varejista, só é possível oferecer esse serviço pagando uma taxa para a operadora.

Período de pagamento das vendas

Como falamos, ao realizar vendas com cartão o varejista não recebe os valores na hora. Normalmente o pagamento é realizado em 1 dia nas transações realizadas com cartões de débito e em 30 dias nas operações que usam cartão de crédito.

Assim como as taxas, o período de pagamento é negociável com a operadora. Débito 1 dia e crédito 30 dias é o que acontece normalmente, assim é preciso que o varejista entenda e realize um planejamento/controle financeiro.

Venda de máquina

Hoje em dia é comum encontrarmos anúncios de venda de máquinas que aceitam cartões. Porém, apesar de tentadores, nem sempre essa é uma boa opção para os varejistas. Com toda a evolução tecnológica, a chance de um equipamento eletrônico ficar obsoleto é real e as máquinas de cartões não fogem desse risco.

Há também todo o processo de garantia, alugando uma máquina para passar cartões na sua loja você garante um serviço de garantia, troca e manutenção, assegurando que o seu processo de vendas nunca fique parado. Essa segurança não acontece ao comprar um equipamento.

POS e TEF

Como falamos nos equipamentos responsáveis por tornar possível as vendas com cartões, existem dois tipo de aparelhos: o POS e o TEF.

O POS é conhecido popularmente como maquininha ou maquineta. É aquela máquina portátil, que não possui fio ou nenhuma conexão com o ponto de venda. Esse tipo de equipamento é muito usado em empresas que precisam de mobilidade.

Apesar de conseguir mais praticidade, o varejista precisa tomar muito cuidado ao adotar uma máquina POS, afinal elas são mais visadas por fraudadores.

O segundo tipo de equipamento é o TEF. Esse tipo de máquina é o mais encontrado em varejos como supermercados, padarias e farmácias. Diferente do POS o TEF possui uma integração com o PDV e é conectado por um fio.

Portanto o TEF é essencial para a segurança contra fraudes de trocas de máquinas.

Falamos sobre os principais elementos da venda, mas o varejista não pode esquecer do principal para o seu controle financeiro: a conferência das vendas.

Baixe gratuitamente o e-book sobre conciliação de cartões e veja como funciona esse processo. 

Vendas com cartão: como entender essas operações

 

Importância da conferência nas vendas com cartão

Entender como funciona as vendas com cartão é importante para o varejista ter controle sobre a transação e estabelecer um processo mais seguro. A segurança nas transações com cartões passa pela conferência diária de tudo que é vendido e tudo que é cobrado para que a empresa possa vender por meio de cartões.

Quer saber como escolher um sistema de conciliar venda? Veja este artigo.

Por isso a conferência é a garantia do varejista. Não adotar processos eficientes para a gestão dos recebíveis do cartão, que envolve um controle financeiro e o uso de uma ferramenta independente, pode representar grande risco para as finanças da empresa, pois sem essa conferência o varejista não saberá se está recebendo tudo que deve e nem se está pagando apenas o que foi acordado.

 

Você sabe quais são os custos de fazer a conciliação das vendas em cartão manualmente? O InfoVarejo  preparou uma planilha de simulação desses valores. Confira neste link!

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos.

Ficou com alguma dúvida sobre o funcionamento das vendas com cartão? Escreva para contato@infovarejo.com.br

Patrocinado: