InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Tecnologia

O fim do ECF (Emissor de Cupom Fiscal)

Escrito por Gustavo Fleubert | 22/06/2017
  • 159 visualizações
  • 18 compartilhamentos

Foi no estado do Amazonas no dia 01/03/2013 o começo do fim do ECF. Naquela data foi gerada e validada a primeira Nota Fiscal Eletrônica de Consumidor Final do Brasil, a famosa NFC-e. O estado foi pioneiro em uma tecnologia que rapidamente se espalhou por todo Brasil.

O fim do ECF (Emissor de Cupom Fiscal)

Diversos estados adotaram a tecnologia, independentemente das barreiras tecnológicas, hoje são poucos os estados que ainda resistem à NFC-e. Com exceção de São Paulo, que utiliza um equipamento off-line o SAT, somente Santa Catarina declarou total apoio ao ECF mantendo uma resistência que pode ser minada pelo próprio fim do equipamento. Será que os fabricantes manterão uma linha de fabricação para um único estado da federação?

Quer saber com detalhes o que é a NFC-e? Veja este outro artigo.

Minas gerais a caminho da mudança

Para confirmar a trajetória rumo ao fim, recentemente Minas Gerais anunciou que em 2018, realizará os primeiros pilotos de NFC-e, direcionando o segundo maior mercado varejista do país para essa tecnologia.

Impactos causados com o fim do ECF

Os impactos para as revendas de Automação Comercial (AC) são enormes, queda na receita de vendas, redução do serviço e maior dificuldade para fidelizar o cliente. Com a tecnologia do NFC-e o custo do impressor diminui fortemente, isso quando ele é comprado pelo varejista, os serviços como lacração e intervenção desaparecem e os contratos de manutenção ficam mais raros.

Um cenário desafiador para as empresas que cresceram vendendo o ECF (impressora fiscal), seus periféricos e serviços adjacentes.

É hora de repensar! Buscar alternativas é fundamental.

A mudança de tecnologia tem o poder de mudar o modelo de negócio, e as revendas de AC precisam ficar atentas. Quais são as alternativas para repor as perdas? Como aumentar o ganho e buscar receita recorrente? O caminho encontrado por muitas foi aprender a trabalhar com software de gestão, de verdade!

Entenda a mudança no mercado de automação comercial nesse artigo. 

Durante muitos anos o software foi deixado de lado por revendas que com hardware conquistavam mercado e percebiam no software um complicador e dificultador de vendas dos equipamentos.

O ECF chegou ao fim! Seus últimos respiros dão a chance de você se preparar para o futuro, buscar alternativas, pensar fora da caixa. Manter seus clientes fidelizados.

É na hora dos desafios que surgem as oportunidades, repensar o negócio é fundamental para sustentabilidade das empresa de automação comercial. Fica a dica!

O fim do ECF, também, causará efeitos financeiros nas empresas revendedoras desse serviço. Entenda nesse artigo.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário, sua opinião é importante para nós.

Ficou com alguma dúvida? Mande e-mail para contato@infovarejo.com

Patrocinado:

Publicidade:

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no InfoVarejo?

Assine nossa Newsletter, é grátis e rápido. Assim você nunca perde nada do que se passa por aqui!


Apoiadores
avanco
si
conciliador
troco_simples