InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Tecnologia

Computador para PDV (Caixa)? 4 dicas do que avaliar

Escrito por Kennedy da Silva | 05/03/2018
  • 2133 visualizações
  • 108 compartilhamentos

O computador para PDV é o equipamento responsável por possibilitar a operação dos programas que facilitam a operação de um negócio, desde o sistema de venda, passando pela gestão de estoque, até a emissão de notas fiscais, todos essas aplicações dependem do funcionamento de um PC no caixa da loja.

Na hora de avaliar qual o melhor equipamento para o ponto de venda o varejista precisa ter alguns conhecimentos bem claros, pois essa máquina exige algumas particularidades que garantem a agilidade e a segurança nas transações eletrônicas.

Vamos apresentar 4 dicas que nortearão a avaliação do varejista para a escolha de um computador para PDV e farão com que o investimento seja correto para a empresa.

 

4 dicas para avaliar o computador para PDV

1. Avalie a potência elétrica do computador para PDV

O computador para PDV fica ligado durante o dia inteiro, portanto, o consumo de energia da máquina deve ser levado em consideração no momento da escolha.

Sabemos que atualmente uma das principais despesas de um varejista é a conta de luz, dessa forma é preciso priorizar o investimento em equipamentos que possuam um consumo reduzido de energia.

Equipamentos eletrônicos devem ser vendidos com a etiqueta de informação do consumo de energia, esse é um bom parâmetro para a realização de uma pesquisa por parte do varejista ou do responsável pela compra.

Computador para PDV (Caixa)? 4 dicas do que avaliar

2. Escolha um computador para PDV que tenha uma configuração que atenda à demanda da sua loja

Esse é o principal ponto a ser avaliado pelo varejista. É necessário escolher um computador que execute todos os programas necessários para o funcionamento do ponto de venda.

O PDV é o coração da empresa, os processos que fazem parte da venda dos produtos não podem parar e nem devem ser lentos, pois qualquer atrito nessa operação afeta diretamente a satisfação do cliente e compromete a vontade deste de realizar a compra.

Portanto não tem outro caminho: o computador escolhido precisa ter um desempenho que agilize e ofereça segurança ao frente de caixa.

Escrevemos um artigo explicando com detalhes as características de um PC e apresentando o que um computador para PDV precisa ter para operar o frente de caixa sem que haja nenhum problema. Nesse artigo apresentamos informações sobre as principais particularidades desse equipamento, que são:

  • Capacidade de processamento;
  • Capacidade de armazenamento;
  • Memória;
  • Saídas disponíveis;
  • Manutenção;
  • Sistema operacional;

 

Esses são os principais tópicos que devem ser analisados para garantir que o computador para PDV possua uma configuração apta a receber os processos do frente de caixa.

Para ler o artigo na íntegra basta clicar aqui.

3. Analise a dimensão do computador para PDV

O ponto de venda é um local que normalmente é composto por uma série de equipamentos, além do computador, há a necessidade de um monitor, gaveta para dinheiro, máquina de cartão, impressora e em alguns casos até balança (quando a opção da empresa é ter uma balança de checkout).

Com base nessa quantidade de itens é preciso analisar o espaço destinado a cada equipamento, ou seja, a compra de um PC muito grande pode prejudicar a organização do local. O varejista deve sempre tomar a decisão pensando em levar comodidade ao cliente, não deixando que o computador prejudique a experiência de compra do consumidor.

4. Pense na manutenção que será necessária

Equipamentos eletrônicos normalmente precisam de uma manutenção para possíveis reparos e para garantir o bom funcionamento.

Na hora de escolher e avaliar o computador para sua loja é preciso que você tenha a preocupação de garantir que em casos de problemas técnicos haverá uma empresa que prestará um suporte qualificado e rápido, garantindo que o seu PDV não pare de funcionar.

Alguns varejistas acreditam que montar a própria máquina é uma boa solução, entretanto ao longo do uso esse investimento pode ser perdido por algumas razões:

Primeiramente, e principalmente, o equipamento montado não foi feito para funcionar no PDV. A segunda razão é a falta de garantia, que não cobre rapidamente a troca de peças e, por último, o consumo de energia de um computador montado é maior do que o de um PC feito para operar o checkout de uma loja.

Conclusão: o segredo é sempre contar com uma empresa especializada em computador para PDV

Uma coisa é certa: não é possível ficar sem um computador no ponto de venda da loja. Portanto a escolha do varejista deve ser segura e consciente, abrangendo todas as necessidades da operação e assegurando uma agilidade ao processo de venda dos produtos.

Seguir as dicas apresentadas acima é o primeiro passo para uma boa escolha, porém é sempre recomendado que você procure uma empresa que já tenha experiência em fornecer computador para PDV. Assim, além de garantir uma compra certa, com base na informação de profissionais qualificados e acostumados com a situação, você garante um suporte efetivo e sempre disponível para solucionar possíveis problemas.

Quer saber também quais os tipos e como escolher as impressores não fiscais térmicas? Veja neste link! 

Gostou do artigo? Compartilhe com seus contatos.

Ficou com alguma dúvida sobre as dicas para avaliar um computador para PDV? Escreva para contato@infovarejo.com.br

PUBLICIDADE