Gestão

Roubo e furto no varejo, qual a diferença e como evitá-los?

Escrito por Equipe InfoVarejo | 16/07/2019
  • 810 visualizações
  • 78 compartilhamentos

Roubo e furto, se você é varejista e é ativo na sua empresa, com certeza já passou ou, já viu alguém passando por uma situação envolvendo alguma dessas ações. 

roubo-e-furto-diferenca

Ambos são crimes contra o patrimônio, mas possuem algumas diferenças. Dessa forma, se você não quer ter prejuízos, fique muito atento a essas situações e procure formas de evitá-las. Afinal, você não quer colocar os seus clientes e colaboradores em risco e nem falir devido aos furtos no seu estabelecimento. 

A importância do roubo e furto no resultado da loja

Esse assunto é particularmente importante para a gestão do seu negócio, uma vez que essas situações entram nas perdas da sua loja. Os roubos e furtos interferem, diretamente, nos resultados da sua empresa.

De acordo com pesquisa realizada pelo G1, os roubos correspondem a 3% das perdas no varejo. Entre 2017 e 2018 os roubos no varejo tiveram um aumento de 19%. Bastante, não é mesmo? Se você não quer que esses resultados sejam a realidade da sua empresa, você precisa tomar atitudes. 

Furto

Como dito anteriormente, roubo e furto são crimes contra o patrimônio, mas você sabe qual a diferença?

Bem, a diferença entre roubo e furto é bem simples. Furto é a subtração de um bem de algum local, porém, no furto, os envolvidos não fazem o uso da violência. É muito improvável que você veja a pessoa cometendo essa infração. 

Por exemplo, imagine que alguém esconda uma peça de picanha na bolsa e leve para casa, sem que você veja, isso é furto. Não houve violência, interação e ameaças feitas pelo bandido. Esses furtos são chamados de furtos externos, feitos por pessoas que se passam por clientes.

Outra situação que pode acontecer, e que não é rara, é invadirem a sua empresa em um horário não comercial e levarem o dinheiro do caixa e materiais com um valor maior, como computadores e celulares. Essa ação também é entendida como furto.

Furto é um crime mais comum do que você imagina, inclusive pode acontecer por parte dos seus colaboradores. Sabe o seu estoque que não tem câmera? Ou aquelas caixas que ficam em um corredor mais isolado? Então… Produtos dessas áreas são um alvo fácil para furtos. 

Colaboradores que tem acesso a ambientes internos da empresa, aproveitam o descuido dos gestores e a falta de segurança para cometer esses atos. Além disso, o que também é muito comum, é a troca de etiquetas e o furto de mercadorias manipuladas para uso. 

No furto, a motivação do agente não é algo importante, o que importa é a finalidade do ato, que sempre é se apoderar do bem material da vítima.

Roubo 

O roubo também é a subtração de um bem, porém, diferente do furto, envolve violência ou ameaças. 

Exemplo, quando uma pessoa ou um grupo entra armado na empresa, ameaçando e pegando produtos, é roubo. Houve o contato direto com os assaltantes? Houve ameaça e violência? É roubo. 

O roubo é um crime complexo, que pode ser composto por diversos atos considerados crimes. Como, por exemplo, lesão corporal, crime e constrangimento ilegal. 

Agora, que você já entendeu a diferença entre furto e roubo, vamos para o próximo ponto, a solução. Os roubos e furtos podem trazer grandes prejuízos para a sua empresa, o que acha de começar a fazer práticas para evitar essas ações?

Como evitar furtos e roubos

O primeiro passo é você entender quais os tipos de furto acontecem na sua loja. Existem setores mais visados na empresa? Que tal reforçar a segurança desta seção?

Você irá perceber os furtos ao fazer o inventário da sua empresa. Outro ponto que pode te ajudar a identificar furtos é o investimento em controle de estoque. Assim, com os números das perdas, ficará mais fácil fazer a mensuração dos investimentos e a criação de estratégias para solucionar os furtos e os roubos. 

Uma solução possível que diminuiria os furtos internos são o maior controle das pessoas que circulam o estoque. Além, claro, do aumento da segurança nestes locais, instalação de câmeras é algo que deve-se considerar. Evite com que as pessoas entrem com bolsas nessas áreas, assim você diminuirá a probabilidade dessas ações acontecerem. 

Para furtos externos, a tecnologia também será uma boa solução. Antenas anti furto seriam o ideal para evitar essas ações. 

Outro método de prevenir furtos e roubos é a instalação de cofres inteligentes. Isto é, o cofre inteligente é uma ferramenta que traz inúmeros benefícios para a segurança e para a administração financeira da sua empresa. Assim, com a automatização da gestão do dinheiro, a sua empresa eliminará riscos de perdas e os seus prejuízos com furtos e roubos dificilmente acontecerão. Além da melhoria do processo de tesouraria, ele traz segurança para a empresa e informação, dado que o gestor consegue ter acesso aos dados em tempo real. 

Os cofres inteligentes, além de extremamente seguros, passam a segurança da certeza do dinheiro. As empresas de segurança asseguram, que mesmo que consigam arrombar o cofre, mesmo sendo muito difícil, o dinheiro vai para a conta do cliente. O dinheiro dentro do cofre é assegurado na sua conta, independente de agentes externos.

Conclusão

Neste artigo, você viu as diferenças entre roubo e furto, e as melhores formas de evitar essas ações. Lembre-se, sem inventário de perdas você não consegue saber o volume das suas perdas, e posso te dizer, com toda a certeza, que não são baixos. As perdas por furtos representam 3% do faturamento do varejo. Agora, cabe a você, varejista, decidir se vai continuar tendo prejuízos ou não.

No seu supermercado, você faz a análise de perdas por furtos?

Quais medidas você toma para evitar essas perdas?

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos do varejo.

Patrocinado: