fbpx
Softwares

Arredondar o troco, por que pode ser um péssimo negócio?

Escrito por Anderson Locatelli | 24/06/2019
  • 17527 visualizações
  • 1171 compartilhamentos
Tempo de leitura: 5 minutos

Arredondar o troco, uma prática que acontece em quase todos os setores varejistas e em quase todas as compras efetuadas. Você sabe se esse procedimento é legal? Como sua loja lida com a falta de moedas para troco?

arredondar-troco-um-pessimo-negocio

Mesmo essa prática sendo comum, pode trazer prejuízos para seu estabelecimento – tanto no arredondamento para baixo, quanto no arredondamento para cima. Não só isso, o arredondamento do troco é uma prática ilegal e pode trazer problemas desnecessários ao seu estabelecimento.

A falta de moedas no mercado

A escassez de moedas, principalmente as de menor valor, é um problema frequente no comércio. No Brasil, o problema é ainda maior, grande parte dos produtos no varejo possuem preços quebrados. Além disso, as moedas de 0,05 e 0,01 centavos quase não são encontradas.

Em 2004, o governo nacional fez uma pesquisa em relação ao uso das moedas. Concluiu-se, ao término da pesquisa, que a população não utilizava e não sentia falta das moedas de 1 centavo. O valor das moedas de 0,01 centavo também foi um fator decisivo, em torno de 0,16 centavos por cada unidade. Dessa forma, o governo decidiu parar com a produção das mesmas.

O entesouramento é outro fator que contribui para a escassez das moedas no mercado. Segundo pesquisa feita pelo Banco Central, o brasileiro entesoura cerca de ⅓ das moedas disponíveis no mercado. Em 2017, registrou-se que 35% das 25 bilhões de moedas existentes não estavam mais em circulação. Dessa forma, no mesmo ano, o Banco Central lançou uma campanha para incentivar o uso das moedas.

Comerciantes também lançam campanhas e promoções, a fim de conseguir mais moedas. Um exemplo é a saída encontrada pelo Bob’s (rede de fast food) do Jaraguá do Sul Park Shopping, localizado em Santa Catarina. A cada R$ 100 em moedas usadas por um cliente, é dado um vale para um milk-shake de 300ml.

Outra solução muito utilizada pelos comerciantes é o arredondamento do troco. Essa não é uma solução muito aconselhável, dado que pode trazer prejuízos financeiros e legais ao varejista. Explicaremos abaixo os pontos negativos e as consequências em arredondar o troco.

Arredondar o troco para baixo

As pessoas pensam que com preços terminados em número decimal entre 6 e 9, o troco será arredondado para baixo. Assim, na compra de um produto de 9,98 caso entregue 10 reais, o troco não é obrigatório. Dessa forma, o estabelecimento terá um lucro de mais 0,02 centavos sobre essa compra.

Contudo, não é bem essa a regra. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor e com o Código Civil, essa prática é entendida como enriquecimento ilícito. Se o estabelecimento não tiver os centavos para dar de troco, você deve entregar ao cliente 0,05 centavos. Caso não fizer, o estabelecimento estará sujeito a punições tanto pelo Código de Defesa do Consumidor quanto pelo Código Civil. O troco correto é um direito do consumidor.

O arredondamento de troco para baixo, além de ser ilegal, também pode ter uma interferência direta na visão da loja pelos clientes. Essa situação pode gerar um desgaste para o consumidor. O cliente pode não voltar na loja e ainda fazer propagandas negativas do estabelecimento.  Tenha bem claro em mente que propagandas negativas propagam muito mais do que positivas.

Arredondar o troco para baixo promove a imagem de pouco profissionalismo do estabelecimento.

Arredondar o troco para cima

Entende-se que em preços terminados em decimais 1, 2, 3 ou 4 deve-se aceitar um apagamento de valor redondo 0 ou devolver 0,05 centavos ao cliente. Essa prática traz benefícios ao consumidor e com certeza não fará com que você perca clientes, muito pelo contrário, os clientes ficarão satisfeitos.

A consequência negativa em arredondar o troco para cima é bem simples e é a razão por quase nenhum comerciante fazê la, a quebra de caixa. De 0,02 em 0,02 centavos, da mesma forma que você pode lucrar, você também pode ter prejuízos.

Pensemos em uma situação concreta e real! A maior parte dos produtos nos comércios não possuem um valor cheio, dessa forma, para estar na legalidade, você deveria dar um troco redondo para todos os seus clientes. Esses centavos perdidos podem gerar um prejuízo em larga escala para seu comércio. Já pensou no quanto de dinheiro você deixaria de ganhar?

Entenda mais sobre a quebra de caixa e a saúde financeira da sua loja.

Outra prática comum

Outra prática muito comum utilizada pelos comerciantes é o ato de dar troco em balas quando o estabelecimento não possui as moedas para tal. Essa também é uma prática condenada pelo Código de Defesa do Consumidor, apesar de ser muito utilizada, entra em duas ilegalidades. Além do cliente não receber o troco em dinheiro, que é um direito estabelecido legalmente, esse ato também pode ser entendido como a venda casada de produtos. A venda casada de produtos é proibida por lei desde 1990, e o estabelecimento que a praticar estará sujeito a sofrer as devidas penalidades.

Solução

Não existe regulamentação específica relacionada aos preços quebrados nos estabelecimentos. O comerciante tem a livre iniciativa na hora de estipular os preços e optar por estabelecer preços quebrados (R$ 2,99, R$ 789,98). Dessa forma, é de total responsabilidade do comerciante, providenciar dinheiro em quantias pequenas a fim de suprir a necessidade, para que o consumidor receba o troco sem maiores problemas, sem precisar arredondar o troco.

Uma possível solução é colocar produtos menores no caixa, produtos que façam o cliente pensar: “Olha, eu não preciso dessa bala, mas por que não levar? É sempre bom ter algo assim na bolsa…”. Dessa forma, você pode conseguir um valor cheio da compra e evitar problemas em conseguir devolver o troco correto. Essa é uma forma, mas não tão eficiente, dado que o cliente pode muito bem não comprar nada do que está disponível no frente de caixa.

Se você acompanha as tendências do mercado, já deve ter reparado que a automação e os métodos digitais e eletrônicos no varejo são uma tendência para o futuro. A outra solução que supre a falta de moedas e faz com que você não precise arredondar o troco são os aplicativos de troco digital.

Troco digital é uma forma de você entregar o troco para o cliente, mas sem utilizar dinheiro em papel ou moedas. O aplicativo consiste na transferência do troco para o cliente, via aplicativo. O valor do troco se torna um crédito virtual.

Com os métodos de troco digital, o valor fica disponível na conta do cliente, que pode utilizar como pagamento em outros estabelecimentos, fazer transferências ou até mesmo pagar contas através do aplicativo, além de tudo isso, o valor pode render anualmente.

Conclusão

Depois de ler todos esses pontos não é difícil chegar a conclusão de que o arredondamento do troco não vale a pena por uma série de motivos. Caso o lojista repasse o troco arredondado para baixo, o cliente terá uma má imagem do estabelecimento. Já no arredondamento  para cima, acontecerá a quebra de caixa.

Atualmente, ninguém se dá ao luxo de perder moedas, nem você, varejista, nem o consumidor. Não arrisque perder sua clientela. Além disso, você pode ter consequências mais sérias como discussões e brigas dentro do estabelecimento.

Não é raro vermos notícias de brigas em restaurantes, padarias e supermercados que começaram por troco errado. Além de colocar a imagem do seu supermercado em risco, também deixará seus colaboradores e clientes como alvos.

Busque soluções modernas que tragam benefícios ao seu comércio e aos seus clientes. A tendência mundial é que as formas de pagamento em papel e moeda diminuam cada vez mais. Evite que esse fenômeno afete sua relação com os clientes e interfira no rendimento da sua loja.

Seu estabelecimento tem algum prejuízo pela falta de troco?

Como sua loja lida com a falta de moedas?

Saiba como calcular o custo de troco da sua loja, de forma precisa e prática.

Se tiver gostado deste artigo, compartilhe nas redes sociais e ajude outras pessoas a se informarem também!

Ficou com alguma dúvida sobre o troco digital? Mande um e-mail para contato@infovarejo.com.br

Patrocinado: