10 mandamentos do varejo

Em momentos de crise, a sobrevivência do negócio pode estar ligada à percepção do empresário sobre o mercado. Para conseguir uma estabilidade em tempos de mercado recessivo, o supermercadista precisa estar preparado e a gestão da empresa precisa ser algo constante. Por isso preparamos os 10 mandamentos do varejo para guiar a operação e a gerência da organização.

A pergunta que muitos gestores de supermercados fazem é: como sair da crise e gerar valor ao negócio? A resposta normalmente está na melhoria de processos internos e estruturação da gestão.

10 mandamentos do varejo

Entretanto, para ajudar a responder essa pergunta, preparamos os 10 mandamentos do varejo para facilitar a gestão do seu supermercado.

Confira os 10 mandamentos do varejo:

1. Adorarás o caixa sobre todas as coisas.

Para alcançar o sucesso e a estabilidade do negócio, o supermercadista precisa adorar a gestão financeira do caixa da loja. Dessa forma é indispensável que o gestor controle o fluxo de caixa, realizando uma análise detalhada e correta da movimentação financeira da loja, ou seja, as saídas e os recebimentos diários, e realizando a previsão desses a longo prazo.

A gestão detalhada do fluxo de caixa ajuda a evitar a ideia do falso crescimento, que pode acontecer se você só analisar as vendas e não controlar todos os elementos complementares como: necessidade de capital de giro, prazo com fornecedores, taxas de operadoras de cartões, rentabilidade da venda, negociação com fornecedor, etc.

2. Não gastarás teu capital de giro em vão.

O capital de giro do negócio merece atenção especial do gestor. Esse fundo da loja é responsável por financiar as movimentações de produtos da empresa, portanto as decisões sobre o uso desse capital devem ser tomadas tendo como base informações precisas e seguras do giro de mercadorias e da rentabilidade de cada item.

É preciso que o supermercadista tenha um controle detalhado da movimentação do produto. Nessa análise deve ser identificado o tempo que o item leva para ser vendido, os recursos que são empregados para armazenamento e as particularidades da negociação com o fornecedor (preço, prazo de entrega, forma de pagamento, etc). Além de claro, o prazo de recebimento dos seus clientes, pois atualmente, temos cada vez mais vendas em cartão e ainda existe o famoso “fiado”.

Assim, o controle de estoque é essencial para o sucesso nessa atividade, pois ele será a base das informações.

Por meio desses dados será possível decidir sobre quanto e o que comprar, observando os produtos que exigem maior capital de giro e rentabilidade.

Como o capital de giro é o fundo permanente que garante a movimentação dos produtos de um supermercado, esse fundo não pode ser usado em vão, com base no achismo. Por meio da análise de relatórios gerenciais, a aquisição se torna mais correta e cada compra passa a ser encarada como um investimento promissor e certeiro.

3. Santificarás o desejo do teu cliente.

O seu cliente deve ser lembrado em todas as tomadas de decisões da sua empresa, de forma que você consiga construir um caminho de atuação sempre voltado para atender as necessidades dos consumidores.

O melhor jeito de garantir a satisfação da clientela é conhecer e entender esses compradores. Pesquisando sobre os comportamentos, os hábitos, os gostos e as demandas, será possível mapear elementos que se repetem e usá-los para a melhoria da qualidade da sua operação.

Se há uma frequência de consumo dos seus clientes de uma determinada marca de cerveja, por exemplo, esse produto deve receber atenção especial da sua equipe de reposição de gôndola, da equipe de compras e dos responsáveis pelo planejamento de promoções.

O atendimento também merece atenção especial, pois os clientes são influenciados pela forma que são atendidos na loja, por isso é preciso treinamento da equipe para alcançar perfeição na relação com os consumidores.

A dica é: sempre pensar em melhorar a experiência de compra dos clientes e evitar atritos dentro da loja.

4. Honrarás a gestão da margem de contribuição.

Falamos em crise no começo do texto, porém não é só em momentos de dificuldades que o supermercadista precisa se preocupar com a gestão da loja, ela deve ser permanente.

A estratégia operacional das mercadorias do negócio deve ser feita com base na margem de contribuição de cada produto. Para isso é preciso mapear os itens que são mais rentáveis para a loja, tendo como base sua movimentação e despesas vinculadas à comercialização de cada produto.

Para ilustrar, imagine comparar a margem de um saco de arroz com de uma caixinha de iogurte. Se você não leva em consideração os custos de armazenagem e estocagem do iogurte, que por causa da refrigeração é muito superior, você vai precificar de forma ineficaz esse produto.

Portanto, o parâmetro de comparação deve ser a margem de contribuição que leva em consideração todo o custo do produto e suas despesas para comercialização.

No exemplo acima, um saco de arroz que tem alto giro e pequeno custo de armazenagem poderá ter um markup bem inferior ao markup necessário para que o iogurte entregue a mesma rentabilidade.

5. Não matarás a produtividade.

Otimizar os processo da sua loja deve ser prioridade do supermercadista. Gestão, controles, rotinas e atividades devem ser automatizados e efetuados de maneira rápida e segura, garantindo a produtividade.

Para garantir a eficiência da produção não existe outro caminho sem ser a estruturação e a integração de todos os processos que fazem parte dessa operação. Aplicar fórmulas já estabelecidas e testadas às atividades garante a padronização e assegura resultados constantes.

A melhor solução para integração dos processos é contar com um sistema de gestão em sua loja, esse software permite o compartilhamento de informações entre vários setores e garante o controle da operação geral.

Quer saber mais sobre sistema de gestão? Baixe gratuitamente nosso e-book Guia Sistema de Gestão para Supermercados.

6. Montarás um time competente e comprometido.

Para manter a alta produtividade da loja é fundamental que você tenha uma equipe capacitada, competente e comprometida com o objetivo da sua empresa. Além disso, deve prevalecer o sentimento de trabalho coletivo.

Os gestores assumem um importante papel nesse ponto, pois eles são responsáveis em garantir que todos sigam e compartilhem a Cultura Organizacional da empresa e saibam a estratégia operacional do negócio, só assim será possível a construção de um ambiente favorável.

A integração entre os setores e equipes, também é essencial para alcançar resultados coletivos de sucesso.

http://conteudo.infovarejo.com.br/10-mandamentos-para-saida-da-crise

7. Reduzirás o gasto com juros e taxas de cartões.

O controle das despesas faz parte da gestão diária que deve ser realizada pelo supermercadista, gerir os gastos é a única forma de identificar possíveis gastos desnecessários. Algumas taxas e juros podem complicar as transações comerciais do supermercado, por isso você precisa sempre estar atento aos custos e dívidas que podem ser reduzidos.

O recebimento das vendas por cartões merece destaque nesse ponto, o gestor precisa negociar junto às operadoras de cartões as melhores taxas e tarifas, e o mais importante, garantir que sejam cobradas de forma correta.

A loja deve evitar antecipação de pagamentos e outros serviços que comprometem a margem do supermercadista. O varejo é caracterizado por margens apertadas e o Brasil tem as maiores taxas de juros do mundo, o resultado disso é que o custo desses serviços financeiros muitas vezes superam a própria margem da venda, gerando prejuízo.

Uma forma de garantir a segurança no pagamento das taxas das operadoras de cartões é um sistema conciliador de cartões. Acesse gratuitamente esse material sobre conciliador de cartões e saiba mais sobre essa ferramenta.

8. Utilizarás o FIDC como ferramenta de otimização da gestão de caixa.

O FIDC é uma forma de otimizar a gestão do caixa e é uma oportunidade de receita para empresas que tenham disponibilidade de capital.

O FIDC, Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, é caracterizado pela construção de um fundo pelo supermercadista, ou um grupo de supermercadistas, que terá como objetivo antecipar os recebimentos das suas compras para os seus fornecedores.

Ou seja, o FIDC evita a necessidade de empréstimos bancários pelos fornecedores do supermercado, evitando dívidas e os juros altos cobrados pelos bancos. Do outro lado, o supermercadista terá um rendimento do seu capital acima da taxa básica de juros com risco zero, pois os títulos dados em contrapartida à antecipação, são da sua própria empresa.

9. Revisarás o modelo de negócio.

O modelo de negócio utilizado para sustentar sua empresa deve ter como base as necessidades dos clientes. Em todos os resultados da sua loja deve ser buscado uma entrega de valor para os consumidores. Além de atender a necessidade, sua empresa deve acrescentar um valor.

Se a sua empresa não tem esse foco é preciso revisar o modelo de negócio. Analisar o que está sendo feito, compreender a real necessidade do cliente e perceber qual valor sua empresa quer levar para esse consumidor.

Esse exercício é importante para garantir que sua empresa entregue valor ao cliente com consistência e qualidade. Dessa maneira, você contará com clientes fiéis e um negócio muito mais sustentável e rentável no longo prazo.

10. Utilizarás a análise do fluxo de caixa para realizar investimentos que gerem valor ao teu negócio.

A gestão do negócio deve ser ferramenta essencial para a construção de valor para a empresa. Se o objetivo é levar um diferencial ao cliente, esse elemento deve ser compartilhado por todos da organização.

O primeiro mandamento diz que é preciso adorar o caixa, portanto ao analisar um novo investimento, o primeiro prisma deve ser do fluxo de caixa. Investimentos diferentes influenciam de forma diferente no caixa, o objetivo deve ser maximizar a geração de caixa no menor prazo possível.

Quer entender mais sobre os 10 mandamentos do varejo? Veja esse material gratuito com mais informações detalhadas.

Aprendizado com os 10 mandamentos do varejo: Na crise há oportunidades

Em momentos de turbulência é possível encontrar algumas oportunidades de crescimento. Se o supermercadista tiver preparado e capacitado para enfrentar essas fases, ele encontrará novas possibilidades de negócios onde todos encontram prejuízos.

De qualquer maneira, o desafio do supermercadista é olhar para dentro da empresa e melhorar sua gestão. Em supermercados atenção especial ao caixa, pois o negócio lida com grande volume de mercadorias (consequentemente valor) e alto giro, portanto erros em planejamento de prazos de recebimento e pagamento podem causar grandes prejuízos, e de maneira rápida.

O risco é ver seu negócio perder valor e desaparecer de uma hora para outra.

“Só quando a maré baixa é que você descobre quem estava nadando nu.” Essa frase de Warren Buffett mostra exatamente esse pensamento, no nosso contexto podemos entender como: apenas quando a crise chega é que você descobre os supermercadistas que não estavam gerindo os negócios de forma correta.

Seguindo os 10 mandamentos do varejo será possível evitar alguns problemas de gestão que podem acontecer durante a operação. Leia mais sobre como um software erp ajuda a resolver esses problemas. 

Levando esses 10 mandamentos do varejo como base para a gestão e operação do seu supermercado você conseguirá mais eficiência e rentabilidade e reduzirá o risco de prejuízos.

http://conteudo.infovarejo.com.br/10-mandamentos-para-saida-da-crise

Gostou dos 10 mandamentos do varejo? Deixe sua opinião nos comentário.

Ficou com alguma dúvida sobre os 10 mandamentos do varejo? Mande um e-mail para contato@infovarejo.com.br

2 Comments

  • Wander Eduardo de Rezende

    Gostei muito dos 10 mandamentos do varejo, abriu mais uma cortina diante dos meus olhos, mesmo já praticando vários mandamentos citados pelo Infovarejo, vejo que a cada dia temos muito a aprender. Sempre digo pra mim mesmo que GESTÃO é a chave para o sucesso!

    Atenciosamente,

    Wander Eduardo de Rezende
    Armazém Mix Servebem Ltda

    Conselheiro Lafaiete – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apoiadores do InfoVarejo