InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Gestão

O que você precisa saber sobre a imagem da loja

Escrito por Gabriel Junqueira | 22/01/2019
  • 716 visualizações
  • 110 compartilhamentos

Uma das principais características do varejo é seu atendimento ao cliente final. Dentre os elementos básicos da atividade, destaca-se o fato do cliente visitar seu espaço físico. E essa é a hora da verdade, quando o trabalho de todos os funcionários será colocado à prova por meio da imagem da loja.

O que você precisa saber sobre a imagem da loja

 

Já dizia Steve Jobs repetidas vezes: “as pessoas julgam o livro pela capa.”  Por isso, sua fixação e devoção ao design que deu no que deu: a empresa mais valiosa do mundo. A lição vale para o varejo. Quando o cliente entra em uma loja, ele está, mesmo que inconscientemente, julgando os principais elementos desse espaço.

E quais são os elementos que influenciam na imagem da loja?

Bom, o objetivo desse artigo é apresentar os elementos básicos que todo varejista deve se preocupar em relação à imagem da  loja.

1- Fachada

Muitas vezes a primeira impressão é a que fica, certo? Pois bem, é a fachada que vai atrair a atenção dos transeuntes para seu estabelecimento. Ela é o cartão de visita da sua loja, provavelmente será o primeiro contato do seu cliente com seu negócio. Por isso, é fundamental que seja bonita, atraente, conservada, e que,  transmita qual seu negócio e os produtos que o cliente encontrará ali dentro.

Para se destacar entre tantas lojas, é importante ser estratégico. Invista em profissionais especializados que entendam de layout de loja e identidade visual. A cor é uma das características principais a se planejar, pois ela pode despertar sensações e auxiliar na conexão do cliente com a marca. O profissional saberá lhe orientar também sobre todas exigências legais relacionadas à fachada, placas e letreiros.

É importante estudar seu público-alvo para que você consiga atrair sua atenção em curto espaço de tempo. A leitura de uma fachada de loja é rápida, é preciso trabalhar com esse tempo para captação e memorização.

2- Vitrine

A vitrine é o segundo estágio da jornada do seu cliente. Depois de perceber a fachada, ele se aproximará para entender melhor, e aí que precisamos nos atentar à vitrine.

É preciso aproveitar bem o espaço da vitrine para comunicar ao cliente a proposta da sua loja. Procure inspiração em outras lojas do mercado, invista em iluminação e nas ações de marketing. A experiência de consumo do cliente começa na vitrine.

A vitrine deve transmitir ao cliente o que ele verá melhor caso entre na loja. Por exemplo, uma loja que pretende focar em melhor custo-benefício, como sacolões, precisa refletir esse objetivo em sua vitrine utilizando cartazes com os preços. Já um supermercado que comercializa produtos exclusivos e importados, pode expôr em sua vitrine alguns desses produtos focando em suas particularidades. Cada fachada atrairá consumidores específicos.

3- Ambiente da loja

O cliente entrou! Agora é hora de converter. Mas lembre-se, ele está avaliando a loja a todo momento, características como iluminação, decoração, mobiliário, cores, e até mesmo cheiro fazem parte de uma explosão de elementos que devem converter o propósito da sua loja.  

Cada vez mais o ambiente da loja se torna mais importante. Os consumidores estão buscando por experiências de compra, antes mesmo de buscar pelos produtos. Por isso, o desafio está em traduzir o propósito da sua loja, os benefícios dos seus produtos, os valores da sua empresa por meio do ambiente da loja. Sua estrutura física e identidade visual devem trabalhar para isso.

Quer um exemplo? Entre em uma loja de eletrodomésticos sofisticada. Você verá sofás em frente a televisores com home theater, provavelmente exibindo algum filme interessante, com grande número de cores. Você é convidado a sentar e viver a experiência de todos aqueles equipamentos. O passo seguinte, é descobrir quais produtos são estes.

4- Exposição dos produtos (Merchandising)

A exposição dos produtos está dentro do ambiente da loja, mas é necessário ressaltá-la em tópico separado devido sua importância e complexidade. Todos os dias, essa atividade demanda uma série de processos envolvendo várias equipes de uma loja.

Cada segmento do varejo vai demandar um planejamento diferente. Mas existem alguns processos básicos, como:

  • Manter todos os produtos com preços atualizados;
  • Expor os produtos de forma setorizada;
  • Manter as gôndolas limpas e organizadas;
  • Destacar os produtos em promoção, respeitando a identidade da loja;
  • Nunca deixar faltar produtos na gôndola ou estante.

 

5- Uniformes e atendimento

Assim como citamos acima, cada vez mais preocupado com a entrega de experiências de compra, o varejo está se transformando. Todos elementos das lojas físicas que ajudem a diferenciar o varejo de uma loja virtual serão decisivos para atrair o cliente para essas experiências.

O atendimento ao cliente é uma das principais estratégias. As pessoas gostam do contato e interação com outras pessoas, e esse relacionamento é,  muitas vezes, o responsável por experiências singulares. Por meio do uniforme, a imagem da loja pode permanecer no imaginário do cliente. Sua credibilidade também está vinculada à como sua marca executa sua comunicação visual.

Além de compor de maneira fundamental o atendimento ao cliente, uma vez que reforça a identidade da marca, o uniforme contribui para organização, produtividade e consequentemente, lucros de sua empresa. Mesmo em lojas tradicionais, os uniformes indicam para o cliente a quem ele deve procurar por ajuda. Confira neste link, os principais erros na escolha de uniformes para sua loja.

Conclusão

O varejo vive da imagem. A experiência de compra é sensorial e altamente influenciável pelos elementos citados. Por isso, atente-se a essas questões!

É natural nos habituarmos a alguns aspectos que poderiam ser melhores em nossa loja, por uma questão de costume mesmo. Por isso, é importante constar com ajuda de profissionais especializados, pedir feedback aos clientes, amigos, e tentar sempre abstrair e observar a loja como se fosse a primeira vez. O mesmo olhar dos possíveis clientes que ainda não te conhecem e nunca te visitaram.

A lista de possibilidades é grande, mas comece pelo básico: a fachada, a vitrine, o ambiente da loja, a exposição de produtos e às vestimentas dos seus funcionários.

Gostou desse conteúdo? Assine nossa newsletter e receba outras informações importantes para sua loja.

E se tiver ficado com alguma dúvida, escreva para nós.

Patrocinado: