Invista no marketing em tempos de crise

Em tempos de recessão, grandes empresas têm reduzido seu faturamento e, consequentemente, seu quadro de funcionários. Os desafios da crise têm sido ainda maiores para o pequeno varejo, pois o empreendedor tem suas vendas concentradas em um curto perímetro, normalmente o bairro onde o estabelecimento se encontra. Parece uma peculiaridade simples, mas a limitação geográfica impede, muitas vezes, o comerciante de aumentar o número de clientes recorrentes em sua loja. A melhor opção é investir no marketing para aumento do ticket médio de venda.

Invista no marketing em tempos de crise

Para vencer a crise é necessário investir na qualificação de seus clientes, substituindo o simples ato de compra por boas experiências de compra e consumo. Nesses períodos os consumidores tendem a ser mais comedidos, ou seja, compram apenas o estritamente necessário.

Aposte no desejo

O consumidor pode ter diversas motivações que o leve ao ato da compra, mas em tempos de globalização, a pirâmide de Maslow, que explica a hierarquia das necessidades do ser humano, se vê de forma invertida.

Antes a pirâmide tinha como base as necessidades básicas/fisiológicas. Hoje, cede boa parte ao desejo e à auto realização, fatores muitas vezes diretamente ligados à compra de experiências ao invés da compra de simples produtos e serviços.

Para combater crises, é preciso investir em marketing e boa comunicação, criando ou aumentando o desejo de compra no consumidor, transformando, assim, a grande crise na sua maior oportunidade.

Uma forma mais simples de entender essa relação desejo x necessidade, é imaginar que: a padaria de um bairro pode oferecer um simples cafezinho a R$ 0,70 no copo lagoinha, enquanto uma cafeteria gourmet, pode oferecer o mesmo produto em um recipiente mais nobre, com um ambiente mais acolhedor e propenso à conversas, leituras e troca de experiências, com um preço até 1000% maior.

O primeiro produto é uma boa bebida para um desjejum simples; o segundo é a compra de uma experiência de consumo. Isso ocorre o tempo todo no mercado e sofre grande influência do marketing e publicidade, mudando a forma como um produto é exposto e ofertado, evoluindo a percepção de valor dos mesmos.

Grandes experiências cabem em pequenos momentos

Mas antes de sair pensando em quais mídias se deve investir ou quais estratégias deve-se adotar, é preciso entender: marketing é para você, não importa o tamanho do seu varejo! As boas práticas do relacionamento com o consumidor acontecem em atitudes simples e refletem na possibilidade de maiores e melhores vendas.

Possivelmente um cliente sendo bem atendido, que percorra um trecho no qual o seu comércio se encontra, faz com que a sua loja deixe de ser parte do percurso e se torne o destino.

Em tempos de impessoalidade e indisponibilidade, o “bom dia!”, a cordialidade e a atenção ao tratar o cliente são boas estratégias para a retenção e aumento das vendas. Na cafeteria Starbucks, desde que adotaram como estratégia a experiência em atendimento, o simples fato de escrever o nome de cada cliente no copo de sua bebida, levou as pessoas a ver aquele café e atendimento como pensado exclusivamente para elas.

Separe menos dinheiro e mais tempo para fazer marketing

O pequeno varejo sofre com a falta de verba para empreender ações de marketing complexas e de alto custo, principalmente em períodos de crise. Portanto, uma boa forma de começar a pensar em marketing para o seu negócio, é separar mais tempo para traçar estratégias e melhorar as experiências de compra e consumo do seu cliente. Como fazer isso?

Treine os atendentes de sua lanchonete, supermercado ou mercearia para padronizar a forma de prestar seus serviços. Realize atendimentos personalizados e conheça os hábitos de compra de clientes recorrentes. Mantenha, sempre que possível, pequenos trechos de uma saudável e amigável conversa.

Criar um bom relacionamento com cada cliente pode gerar uma boa impressão que se converte em mais vendas, e consequentemente, em posteriores indicações. Essa é uma receita de sucesso simples e de baixo custo no seu ponto de venda (PDV). Viu como é simples?

Por existir muitos cases famosos, pode-se ter a sensação de que investir em marketing é coisa para empresas de grande porte. Entretanto, a realidade é que o marketing faz pequenos negócios se diferenciarem. Portanto, não importa se você tem uma pequena loja ou um grande supermercado, sempre é um bom momento para se investir em marketing!

Fique ligado no InfoVarejo e descubra outras estratégias para aumentar a rentabilidade do seu negócio!

Gostaria de saber de algo que ainda não encontrou no InfoVarejo? Escreva para contato@infovarejo.com.br

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apoiadores do InfoVarejo