fbpx
Softwares

Vendeu no Cartão de Crédito/Débito, mas será que recebeu corretamente?

Escrito por Rodrigo Bianchini Christo | 12/08/2021
  • 849 visualizações
  • 47 compartilhamentos
Tempo de leitura: 3 minutos

Essa é uma pergunta que passa na cabeça de cada estabelecimento comercial que realiza suas vendas na modalidade de cartões, que hoje 99% dos estabelecimentos comerciais do Brasil utilizam.  

Vendeu-no-Cartao-de-Credito-Debito,-mas,-sera-que-recebeu-corretamente

Nessa modalidade existem erros sistêmicos por parte das administradoras de cartões nos respectivos repasses das vendas. Comprovação disso é que todas elas têm condenações judiciais à nível TJ´s (Tribunal de Justiça) em todo o país. A maioria das condenações são pelos mesmos motivos.

Você sabia que o seu estabelecimento pode estar sendo prejudicado financeiramente em taxas cobradas à maior ou valores repassados à menor?

Por que isso acontece?

Recentemente uma pesquisa realizada por auditores financeiros, divulgada em mídias eletrônicas, tinha o objetivo de obter dados de fontes fidedignas e públicas, como, por exemplo, do TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), revelou que existem mais de 380 processos/condenações do ano de 2013 até 2018 de uma única e determinada administradora de cartões, fora as demais. Essa administradora de cartões, renomada no Brasil, foi réu em todos esses processos, referente erro nos repasses financeiros aos estabelecimentos conveniados a ela. 

À título de defesa, a alegação primária dessa administradora de cartões foi que: “…existem possíveis erros no sistema financeiro de nossa empresa…”. Sendo que essa administradora de cartões em específico, é uma enorme empresa, com ações na bolsa de valores e que tem o maior Banco da América Latina como sócio. 

A empresa foi obrigada judicialmente a pagar com juros e correção monetária todos os valores apurados pelos estabelecimentos reclamantes, através do trabalho de Auditoria Retroativa de Cartões de Crédito e Débito. 

Estamos falando de valores não repassados aos respectivos estabelecimentos comerciais, valores esses referentes as vendas realizadas e também taxas incorretas, que variam até 2% sobre o faturamento de cartões dos estabelecimentos comerciais que utilizam cartões, um percentual de repasse à menor que gera um montante considerável ao final de 60 meses (5 anos). 

Em outras palavras: um “rombo financeiro”. Para podermos ter uma noção dessa situação desfavorável, temos o seguinte exemplo:


Uma média mensal de vendas com cartões de crédito e débito de R$ 100.000,00 x 2% (média percentual de erros/valores pagos à menor) = R$ 2.000,00 ao mês x 60 meses = R$ 120.000,00 (possível não conformidade), valor à ser devolvido ao respectivo estabelecimento comercial com juros e correção monetária. 

Agora ficou claro o que significa o trabalho de auditoria de cartões de crédito e débito e como isso contribui para a sustentabilidade financeira e social do estabelecimento comercial que atenta para esse fato real e comprovado, pois, em média, 70% dos estabelecimentos comerciais passam por essa situação não favorável.

Como evitar esse problema?

No Brasil, após o comércio ter praticamente banido os cheques, houve um alto volume das vendas utilizando os cartões de crédito e débito. Isso torna muito importante ter uma plataforma que auxilie os estabelecimentos comerciais na gestão dessas vendas, especificamente no recebimento.

A importância da conciliação diária desses dados de forma completa, para toda e qualquer estabelecimento comercial, é de grande necessidade para contribuir com um controle assertivo e confiável.

As administradoras de cartões alegam como defesa o erro sistêmico nos repasses à menor dos valores das vendas e nas taxas cobradas à maior.

Pensando na solução de como evitar que o seu estabelecimento comercial tenha prejuízos financeiros por parte das Administradoras de Cartões, apenas 3 empresas no Brasil conseguiram desenvolver uma tecnologia para auditar os últimos 5 anos de movimentações com cartões, e a Checard é uma dessas 3 empresas e conseguiu esse resultado através de 2 produtos:

Inteligência Artificial para realizar Auditoria Retroativa de 5 anos e Sistema de Conciliação Diária. Os produtos consistem em identificar se a sua empresa foi lesada nos últimos 5 anos e/ou previne que o seu estabelecimento comercial tenha prejuízos financeiros futuramente, com taxas cobradas à maior ou valores repassados à menor.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos varejistas.

Caso ainda tenha dúvidas ou sugestões, mande para nós no Fórum InfoVarejo!

Patrocinado: