fbpx
Softwares

Quais as vantagens e desvantagens do TEF?

Escrito por Gabriel Junqueira | 28/11/2022
  • 19099 visualizações
  • 1472 compartilhamentos
Tempo de leitura: 5 minutos

Você sabe quais são as vantagens de usar o TEF para receber as vendas em cartões em sua loja? Já está clara a importância de receber vendas em cartão no varejo, além do volume de vendas nessa forma de pagamento ser alto, ele ainda reduz o valor em espécie na gaveta do caixa, o que reduz o potencial prejuízo de um assalto, por exemplo.

vantagens-desvantagens-tef

A maioria da população brasileira usa cartão de crédito, isso demonstra que as pessoas carregam menos dinheiro em espécie. Com o advento do PIX, a utilização do dinheiro em papel moeda tem reduzido drasticamente, e essa é uma ótima notícia para o varejo!

Mas nem tudo são notícias boas, com a utilização dos pagamentos eletrônicos o Brasil se tornou o 2º país com mais fraudes em cartões, sendo assim o varejista precisar estar preparado para os impactos dessas situações.

Uma boa saída para esse tipo de situação, é utilizar o TEF para o recebimento de suas vendas em cartão, visando assim reduzir as perdas em seu negócio, uma vez que muitas fraudes acontecem no momento da venda.

Vamos apresentar as vantagens e desvantagens de usar essa ferramenta em sua loja.

Como o TEF ajuda a evitar perdas?

Vendas com valores incorretos:

Um problema recorrente é a alteração do valor que é cobrado. Ou seja, passar no cartão um valor menor que o valor da venda. Esse problema ocorre no ato da venda. Um funcionário mal-intencionado ou o próprio cliente altera o valor da venda, passando na maquininha um valor inferior ao valor real da compra.

Procedimentos assim, somados num certo período de tempo, geram uma diferença enorme em seu fluxo de caixa.

Usando o TEF, esse tipo de problema deixa de acontecer, pois como a máquina de cartão é integrada diretamente ao PDV (frente de loja, caixa) ela já busca automaticamente o valor total da venda, e exibe essa informação no visor do equipamento, impossibilitando alteração do valor. Ou seja, a venda não finaliza se o sistema PDV não identificar o pagamento do valor total da venda.

Trocas de Maquininhas:

Como as maquininhas de cartão são soltas, sem nenhuma ligação direta ao PDV, muitos comerciantes têm o equipamento trocado.

Uma pessoa entra em sua loja, aproveita um momento de desatenção, e coloca no lugar da sua maquininha, uma outra que não está configurada para a sua conta bancária.

Sendo assim, o recebimento das vendas que são registradas nessa maquininha acabam indo para a conta de outra pessoa.

Utilizando o TEF, a máquina de cartão é ligada diretamente ao caixa, assim como a sua impressora fiscal, gaveta, etc. O que faz com que a fraude da troca seja inviável, já que o equipamento será configurado especificamente para cada caixa, utilizando configurações exclusivas da sua empresa.

Lentidão nas filas:

Sabe as filas no caixa que são causadas por falhas na operação da maquininha de cartão?

Sim, o TEF também ajuda nisso, uma vez que os recebimentos são integralizados diretamente com o sistema de vendas dos produtos, você reduz o tempo de fila já que o processo é todo automatizado. Ajudando assim a aumentar a satisfação dos seus clientes.

Vantagens do TEF, como potencializar os ganhos?

Controle/Gerenciamento das vendas:

Com o TEF você consegue fazer um controle financeiro efetivo, uma vez que você pode confrontar as informações do que foi vendido (por relatórios gerenciais na própria ferramenta), com o que tem sido pago pelas administradoras de cartões.

Muitos varejistas reclamam que não recebem tudo que vendem no cartão, com o TEF fica mais fácil ter esse controle, mesmo que você não tenha uma ferramenta de conciliação de cartões automática.

Negociação das taxas:

É péssimo ter que virar refém de qualquer tipo de monopólio comercial, não é verdade?

Por um tempo, grandes empresas definiam taxas abusivas e o comerciante era forçado a aceitar pela necessidade de passar cartão.

Usando o TEF, esse problema acaba, uma vez que você pode contratar os serviços de quantas administradoras de cartões desejar e aplicar as configurações dentro do sistema.

Abrindo assim o seu leque de negociação, sem ter que se restringir a empresa X ou Y, há aumento de competitividade e por consequência aumento da rentabilidade para a sua loja.

Na prática, funciona assim, você configura no TEF para utilizar operadora mais barata por tipo de bandeira, por exemplo, bandeira X passar pela operadora C, bandeira Y passar pela operadora R.

Mais clientes dentro da loja:

Agora você pergunta, “só porque estou integrando o meu recebimento de cartões, vou trazer mais clientes para a minha loja?”

A resposta para essa pergunta é SIM!

Por meio do TEF você consegue trazer mais clientes para sua loja, uma vez que por meio de integrações no sistema você oferece outros serviços, como, por exemplo, a Recarga de Celular ou também o serviço de Correspondente Bancário.

Essas funcionalidades atraem clientes para a loja, fazendo com que este acabe comprando outros produtos em seu negócio.

Receber PIX no TEF com controle e segurança:

Em muitos tipos de varejo o PIX já corresponde a uma parcela significativa das vendas. O problema do PIX “raiz” é sua operacionalização. Normalmente é um processo manual, no qual é disponibilizado um QR Code para o cliente ler com seu celular, ele insere o valor, o operador de caixa precisa conferir o recebimento na conta (o que na maioria das vezes não é possível), e depois para conciliar essa venda com o recebimento do PIX é quase impossível.

Receber o PIX no TEF tem vantagens relevantes. Começa pela segurança e experiência do cliente. O sistema PDV gera o QR Code específico para uma determinada venda, basta o cliente ler o QR Code que o valor já estará registrado, ele efetua o pagamento e o TEF só vai liberar a venda depois que confirmar o recebimento – o que demora poucos segundos. A conferência é facilitada uma vez que existe o código da transação no arquivo de venda.

Quais as desvantagens do TEF?

As desvantagens são simples. Primeiro, você tem de contratar o serviço do TEF, e para isso são envolvidos até três agentes: Seu software de PDV, um software de VPN (para garantir a segurança da transmissão da informação) e o software do próprio TEF, que, por sua vez comunica com todas as operadoras. Ou seja, é um serviço complexo e por isso tem um custo direto.

Segundo ponto, é necessário internet. Diferente do POS, que tem chip 4G, o TEF precisa de internet. Ou seja, você precisa manter pelo menos uma maquininha de POS em caso de indisponibilidade da internet.

Nem são tantas desvantagens assim, né? Basicamente o investimento e disponibilidade de internet.

Afinal de contas, TEF vale a pena para a minha loja?

Se sua loja tem um fluxo constante de cliente e tem software PDV, a resposta é sim. Por ter que pagar pelo serviço, o TEF pode dar a impressão de ser caro, mas seus benefícios para redução de custos e aumento de ganhos, certamente compensam.

O TEF traz uma série de vantagens para o seu negócio como aumento na segurança, agilidade, confiabilidade das informações, e uma melhor interatividade com o seu software de venda.

Será uma excelente oportunidade de melhorar e automatizar o seu negócio, procure saber com seu fornecedor de software como funciona esse processo de integração.

Com certeza será um ganho para o seu negócio!

Gostou do artigo? Compartilhe em suas redes sociais.

Publicidade

Patrocinado: