Tag: legislação tributária

Quais os tipos de regimes tributários que existem?

Quais os tipos de regimes tributários que existem?

Legislação, Varejo
O processo para escolher qual dos tipos de regimes tributários é o melhor para o seu negócio deve ser feito com cautela, pois, é a partir desta decisão que será definido como será o relacionamento entre empresa, fisco e Sefaz.   Uma escolha errada pode trazer aumento da carga tributária nos negócios. Mas antes de falarmos sobre os tipos de regimes tributários das empresas, vamos conceituar o que vem a ser “Regime tributário”. O que é Regime tributário? O regime tributário é o conjunto de normas e leis que define a forma de tributação das empresas, determinando como será realizada a cobrança de impostos conforme o volume de arrecadação. A definição do regime a ser usado varia de acordo com o tipo de negócio e faturamento. Tipos de regimes tributários:  Listamos os prin
Práticas tributárias: economize com tributos sem recorrer à sonegação

Práticas tributárias: economize com tributos sem recorrer à sonegação

Legislação, Varejo
O Fisco está cada vez mais automatizado, dessa forma é preciso que o varejista recorra à algumas práticas tributárias para evitar problemas com a fiscalização. Conheça maneiras de reduzir o pagamento de impostos sem burlar a legislação.   Um varejista procurou ajuda de um especialista para diminuir o pagamento de impostos. Na reunião, informou que pagava quase 10% de imposto sobre o total do faturamento (cerca de R$ 100 milhões ao ano) e reconheceu que não operava 100% dentro da legalidade. O especialista explicou que havia maneiras de atuar corretamente e, ao mesmo tempo, reduzir sua carga tributária, pelo menos, à metade. O empresário não acreditou. “Isso não existe”, disse e encerrou ali a reunião. O caso, que é real e foi contado a SM por uma fonte que pediu para n
Os riscos de não implementar o CEST

Os riscos de não implementar o CEST

Legislação, Varejo
O Código Especificador da Substituição Tributária (CEST) entrará em vigor a partir do dia primeiro de abril de 2018, e o não cumprimento dessa nova mudança tributária pode levar o varejista a sofrer algumas sanções graves.   A implementação dessa nova ferramenta por parte do Governo tem como principal objetivo a padronização do sistema de identificação dos produtos, que auxiliarão o controle dos impostos aplicados em cada grupo de mercadorias. Perigos de não se adequar ao CEST Optar por não atualizar o seu sistema pode causar alguns problemas graves no funcionamento da sua loja, listamos alguns dos principais riscos que você assumirá caso não implemente o CEST: 1. Impossibilidade de emitir nota fiscal: Não aplicar o novo código aos produtos causará transtornos no momento
Obrigatoriedade do CEST no cadastro de produtos

Obrigatoriedade do CEST no cadastro de produtos

Legislação, Varejo
Manter um cadastro de produtos eficiente e atualizado é a chave para o sucesso de qualquer negócio, principalmente o varejo de alimentos que trabalha com um grande número de mercadorias. Se já era um ponto essencial para o controle de operações e para o sucesso das vendas, agora o cadastro de produtos passa a ter um importante papel na área fiscal da sua loja por causa do CEST.   O CEST (Código Especificador da Substituição Tributária) entra em vigor a partir do dia primeiro de abril de 2018 e a área mais afetada por essa mudança tributária será o setor de cadastro de produtos, pois, o código pretende unificar a identificação dos produtos que são passíveis de Substituição Tributária, facilitando a identificação dos impostos destacados nas notas fiscais por parte da fiscalizaçã
O consumidor multicanal e os desafios dos serviços do varejo

O consumidor multicanal e os desafios dos serviços do varejo

Gestão, Varejo
O Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte, foi palco do 1º Congresso Infovarejo, realizado em 28/03 e organizado por três empresas referências em softwares: ATS Informática, Avanço Informática e EAC Software. Toda riqueza de conhecimento foi facilitada por nomes reconhecidos em suas áreas: Cláudia Vale, da EID Institute, abriu o evento falando sobre “Experiência do Cliente”, com um painel envolvendo Euler Fuad, do Grupo Super Nosso, e Bruno Borges, das Óticas Diniz; Alexandre Ribeiro fez uma bela apresentação com o tema “Crescendo na Crise”, em um painel de discussão com Waldir Pena, dos Supermercados BH, e Daniel Prado, da Friopeças; Encerrando o primeiro bloco da manhã tivemos a fala do Rodrigo Reif, da Stone, com uma palestra sobre “Mudanças e o Futuro dos Meios de Pagamento”.
Ressarcimento de ICMS pago a maior por substituição tributária

Ressarcimento de ICMS pago a maior por substituição tributária

Legislação, Varejo
O Superior Tribunal Federal – STF decidiu por 7 votos a 3 que as empresas que pagam a substituição tributária (ST) antecipadamente têm direito à restituição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), quando a base de cálculo efetiva, praticada na operação for menor que a presumida e recolhida antecipadamente, ou seja, quando a Margem de Valor Agregado – MVA for superior a margem praticada pelo estabelecimento o mesmo terá direito ao valor do ressarcimento de ICMS pago a maior.   O MVA cobrado pelo Estado. Fique atento, da mesma forma que vale a restituição do valor pago a maior, o MVA pago a menor também pode ser cobrado pelo Estado, como diz o ditado popular: “Pau que bate em Maria, também bate em João”. O entendimento dos ministros da Corte mudou decis
O Cadastro de Produtos como um diferencial competitivo

O Cadastro de Produtos como um diferencial competitivo

Gestão, Varejo
O varejo de alimentos é caracterizado por uma grande variedade de produtos, já que um pequeno supermercado conta facilmente com mais de 4.000 produtos diferentes. Essa realidade tem uma implicação na operação do dia a dia: a dificuldade no cadastro de produtos de forma correta com todas as suas informações.   Quem trabalha no comércio sabe da complexidade de se cadastrar a variedade de informações de um único produto. Diante desse cenário, é de se pensar que o cadastro de produtos é um vilão, afinal de contas o processo é burocrático, gasta tempo e recursos da loja, além de exigir pessoal qualificado. No entanto essa é uma visão superficial, basta observar que no varejo uma das principais fontes de dados é justamente o cadastro de produtos. Para uma boa gestão e organizaç
A importância da classificação tributária no Cadastro de Produtos.

A importância da classificação tributária no Cadastro de Produtos.

Legislação, Varejo
O cenário atual, com constantes mudanças tributárias, exige um acompanhamento periódico, quase que diário, da legislação. Entretanto, são tantas as atividades no dia a dia do varejista, que torna quase impossível dedicar tempo à essa atividade. É claro que o contador é de grande ajuda, mas uma necessidade específica está por conta da própria empresa: a classificação tributária no Cadastro de Produtos. O desafio de manter um cadastro de produtos atualizado Se levarmos em consideração a grande quantidade de produtos, especialmente do supermercadista, a exigência de um controle minucioso da tributação de cada item implica em investimento na capacitação dos colaboradores para se obter uma gestão saudável e amparada legalmente. Não há uma boa base para a gestão de um varejo, senão com
Saiba como a sua opção tributária afeta o seu lucro

Saiba como a sua opção tributária afeta o seu lucro

Legislação, Varejo
A carga tributária no Brasil é extremamente elevada e complexa. Existem diversos tipos de impostos que devem ser pagos, e ainda por cima, eles variam de acordo com setor da economia em que a empresa está inserida. Escolher bem em qual opção tributária sua empresa vai se encaixar, influenciará na maneira de calcular os tributos e pode fazer uma grande diferença na hora de pagar os tributos no final do exercício.   Existem basicamente 3 formas de tributação pelo lucro e, no post de hoje, vamos explicar um pouco da diferença entre essas formas de tributação no Brasil e como um ERP pode auxiliar nessa tarefa: Lucro Real É o resultado (lucro ou prejuízo) do período de apuração ajustado pelas adições (soma), exclusões (subtração) e compensações prescritas ou autorizadas pela leg
Aumento do limite de faturamento do SUPER SIMPLES

Aumento do limite de faturamento do SUPER SIMPLES

Legislação, Varejo
Na terça-feira dia 4 de outubro de 2016 o Congresso nacional aprovou sem alterações o texto do Super simples, que havia passado anteriormente pelo Senado. A última etapa consiste no sancionamento por parte de Michel Temer, o atual presidente. Aprovada, a medida deverá entrar em vigor a partir de 2018, elevando o limite de faturamento de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões por ano.   O aumento do limite do Super Simples é uma conquista. O Congresso aprovou o projeto de lei por unanimidade, com 380 votos, incluindo ainda uma evolução que permitirá a regulamentação do “investidor-anjo”, que são pessoas que podem financiar projeto ou start-up sem a necessidade de participar da sociedade ou da administração da empresa. Durante a votação foram divulgados dados sobre a redução da

Apoiadores do InfoVarejo

{"slides_column":"4","slides_scroll":"1","dots":"false","arrows":"true","autoplay":"true","autoplay_interval":"2000","loop":"true","rtl":"false","speed":"1000","center_mode":"false"}