fbpx
Varejo

Sucesso Digital requer Cultura Digital

Escrito por Gabriel Junqueira | 14/01/2021
  • 230 visualizações
  • 16 compartilhamentos
Tempo de leitura: 3 minutos

No mundo digital de hoje, empresas de todos os tamanhos e setores estão procurando se transformar para encontrar novas oportunidades de mercado. 

Os varejistas não estão mais perguntando “se a transformação digital influenciará os negócios?”, mas “como aplicar o digital no negócio e garantir nossa sobrevivência neste mundo digital?”.

Sucesso-Digital-requer-Cultura-Digital

Para isso, a transformação digital não é apenas um exercício de TI. É uma missão de todas as pessoas da organização. É na interseção de pessoas e tecnologia que as empresas podem realmente transformar o negócio.

Embora não haja dúvidas de que mover dados para a nuvem, adotar Inteligência Artificial e implementar ferramentas de trabalho remoto está ajudando as empresas a escalar e inovar, a questão na mente dos líderes não é se, mas como, transformar digitalmente. Os líderes devem se concentrar em como a tecnologia pode capacitar seus funcionários e impulsionar o crescimento.

Isso não é fácil para as empresas tradicionais. Na verdade, o principal gargalo nas transformações digitais é a falta de uma cultura forte e comum. Dois dos maiores desafios são uma cultura avessa ao risco e à experimentação e a falta de um entendimento comum da cultura da empresa.

Três etapas para superar as barreiras culturais

Então, como você alinha sua cultura com sua estratégia digital? Priorizar as três áreas a seguir tem o maior impacto em atenuar os gargalos.

Suporte do topo 

É amplamente conhecido que uma transformação digital precisa do suporte ativo do gestor durante toda a jornada. Esse apoio de cima para baixo, entretanto, precisa ir além do executivo-chefe. 

As empresas devem começar pelo proprietário, ou pelo cargo mais alto da empresa, pois ele será responsável pela agenda de transformação digital. Além disso, a verdadeira mudança de cultura exige que o suporte para uma reinvenção digital flua através da hierarquia de gerenciamento até todos os funcionários da linha de frente, para que toda a pirâmide organizacional esteja voltada para o digital. 

Todos os líderes precisam mudar seu estilo de tomador de decisões de cima para baixo.

Ainda, os líderes corporativos precisam de uma forte visão das oportunidades digitais da empresa e experiência na área digital que lhes dê credibilidade junto aos funcionários. 

Removendo silos

A falta de interação e colaboração entre as ações para a transformação digital e a necessidade dos clientes é algo comum. As organizações digitais removem esses silos entre departamentos, funções e linhas de subordinação, em vez de criar equipes multifuncionais que são auto-organizadas, não hierárquicas e com poderes para executar projetos do início ao fim.

Os vencedores digitais criam equipes implantadas de forma flexível em toda a organização e com foco nas jornadas do cliente de ponta a ponta, em vez de ficarem presas a um único departamento ou função. 

Rompendo a aversão ao risco 

Em um mundo digital, um dos maiores riscos é não correr riscos. As empresas paradas são as que mais perdem com a ruptura digital. Na verdade, organizações com altos níveis de maturidade digital tendem a abraçar líderes abertos a iniciativas ousadas (portanto, arriscadas).

Correr riscos não significa que você deva arriscar tudo. A quantidade de risco geralmente depende do tamanho do investimento em jogo. Um investimento que aposta a empresa em uma estratégia não testada deve fazer com que os líderes hesitem. 

No entanto, em níveis mais baixos da organização, as apostas tendem a ser menores, como quando um executivo de vendas e marketing de nível médio altera os preços dos produtos ou adapta o mix de produtos. O digital abre a porta para a execução de vários experimentos em pequena escala que envolvem um custo limitado em caso de falha, mas podem produzir descobertas altamente valiosas.

A mudança começa do topo

Essas mudanças culturais ideais que promovem um ambiente de trabalho saudável e o uso de tecnologia devem vir de cima para baixo.

Quando implementada com sucesso, a nova tecnologia em um ambiente de trabalho saudável paga enormes dividendos, com os funcionários se sentindo mais investidos e incluídos na direção estratégica geral da empresa.

A capacidade de resolver problemas de novas maneiras, de identificar oportunidades emergentes e quebrar barreiras enquanto aumenta a colaboração não só beneficiará todos os funcionários, mas também melhorará a empresa como um todo.

Além disso, é muito importante a cultura de valorização da visão do cliente. Ele é um dos principais motivos das mudanças e melhorias e deve ser a opinião dele que você deve escutar.

Essas oportunidades estão à sua disposição, desde pequenas e médias empresas até grandes corporações. Não pense na transformação apenas como um exercício de TI. Pense nisso como uma jornada de pessoas.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário.

Se tem dúvidas ou sugestões, nos envie pelo Fórum InfoVarejo!

Publicidade