InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Estoque

Reposição de estoque: importância da velocidade dessa operação

Escrito por Gabriel Junqueira | 20/06/2018
  • 3695 visualizações
  • 135 compartilhamentos

No varejo, uma das principais sabedorias compartilhadas é que se o produto não está disponível, ele não será vendido. Por essa frase podemos perceber a influência e a importância da reposição de estoque para manter as prateleiras sempre abastecidas.

Reposição de estoque: importância da velocidade dessa operação

 

Reposição de estoque: gerando receita para o negócio

Muitos varejistas entendem o estoque como sinônimo de gastos e perda de tempo para os processos realmente importantes para a empresa, esse entendimento está completamente errado. Na verdade o estoque faz parte do processo de venda de um produto, então se controlado e bem gerenciado, o estoque pode ajudar a empresa a gerar receitas e a cortar custos desnecessários.

Podemos usar como exemplo o controle de perdas. Evitar esses problemas é o caminho mais fácil para o gestor melhorar os resultados do seu negócio, evitando que produtos não sejam vendidos.

Clique nesse link e leia o artigo com 8 rotinas para evitar perdas de estoque.

Uma reposição de estoque rápida, ajuda no aumento de vendas, gerando mais receitas e mais produtividade para a loja. Além disso, essa atividade evita que aconteçam as temidas rupturas de estoque, que são definidas como a falta de produto nas prateleiras.

A reposição de estoque precisa ser rápida e eficiente

Não basta apenas a reposição de estoque ser rápida, ela precisa ser eficaz. É preciso otimizar o processo de controle de estoque, contar com um sistema que forneça informações seguras e atualizadas.

Ter conhecimento sobre os produtos que têm mais giro de estoque é importante para garantir uma reposição acertada desses produtos.

O sistema de gestão é a principal ferramenta para ajudar o varejista a otimizar a reposição de estoque. Por meio dessa ferramenta é possível estabelecer uma cadeia de informações e processos que desembocam na atividade do repositor de colocar mais produtos na gôndola.

Porém, os sistemas de gestão não fazem tudo sozinhos.

A qualidade da reposição de estoque depende diretamente do envolvimento da equipe com essa atividade. Todos devem estar treinados e capacitados para exercerem uma função durante a reposição, seja durante o levantamento de dados sobre os produtos, seja no transporte até o local ou na reposição direta nas prateleiras, todas as atividades precisam estar conectadas e funcionando em sintonia para que o resultado seja positivo.

Importância do controle para a reposição de estoque

Erros que derivam da falta de um controle de estoque correto afetam diretamente a reposição de mercadorias, sem informações corretas sobre a movimentação dos produtos é impossível executar uma atividade de reposição qualificada e ativa.

A principal fonte de informações para o controle de estoque é o inventário. Realizando periodicamente a contagem de produtos o varejista consegue garantir que os dados presente no sistema de gestão estejam corretos, favorecendo a reposição correta.

Reposição de estoque: importância da velocidade dessa operação

Tipos de reposição de estoque:

O recomendado é conhecer as demandas dos seus consumidores e identificar qual o melhor tipo de reposição para sua loja.

Existem dois tipos de reposição de estoque que normalmente são adotados pelos varejistas:

1. Reposição de estoque contínua:

Visa a alta rotatividade e o baixo nível de estocagem, isso pode aumentar os custos de compras de produtos, pois são comprados em quantidades menores. Por outro lado reduz gastos com armazenagem, pois são estocados menores quantidades de mercadorias, e reduz a necessidade de capital de giro.

2. Reposição de estoque periódica:

Nesse tipo a reposição é feita de acordo com a demanda de vendas, o risco ocorre caso aconteça um aumento repentino de vendas de determinado produto.

Reposição de estoque eficiente garante a satisfação do cliente

Um dos principais atritos que podem ser criados entre uma empresa do varejo e seus clientes é a falta de produtos nas prateleiras. Assim, além de toda a importância dessa atividade para a gestão, a reposição também é eficiente para garantir que os consumidores que frequentam sua loja estejam satisfeitos.

Com a competitividade que se apresenta atualmente no mercado, buscar alternativas para garantir a satisfação do cliente, evitar perdas de produtos, rupturas e prejuízos é a forma do varejista garantir o bom funcionamento da sua empresa e assim, bons resultados no final do mês. Portanto, é por meio da reposição de estoque que o varejista consegue melhorar essas ações.

O software de gestão é a principal ferramenta para auxiliar no controle de estoque. Baixe gratuitamente esse material sobre esse sistema.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos do varejo.

Ficou com alguma dúvida sobre reposição de estoque? Escreva para contato@infovarejo.com.br

Patrocinado: