fbpx
Equipamentos

Conciliação de pagamentos é desafio para quem vende online?

Escrito por Laryssa Cunha | 13/06/2022
  • 475 visualizações
  • 29 compartilhamentos
Tempo de leitura: 3 minutos

A oportunidade de expandir o negócio e aumentar a lucratividade via marketplace tornou-se uma opção para muitos lojistas. De fato, os benefícios de anunciar em grandes canais buscando visibilidade são uma afirmativa verdadeira, isso porque não é segredo os milhões de acessos diários que as marcas recebem.

Conciliação-de-pagamentos-é-desafio-para-quem-vende-online

Para traduzir a forte crescente desse modelo de negócio na prática, Felipe Mendes, general manager Latin America da Gfk, apresentou o estudo “O que pensam os sellers sobre marketplaces”, pela perspectiva da base de lojistas do E-commerce Brasil.

Resultado da pandemia, que acelerou os processos digitais, a oportunidade em ser parceiro de uma marca consolidada fez com que 34% dos sellers entrevistados entrassem para as vendas em marketplace durante o período, sendo que 46% do total atuam nesse modelo de negócio há mais de três anos.

Outro ponto do estudo que chamou a atenção, foi o fato das conciliações financeiras e regras alteradas constantemente significarem desafios e dificuldades na visão dos sellers. E é nesse quesito que fica nítido como os processos manuais podem consumir energia de sobra das empresas.

E quando se fala em conciliação, o processo moroso de conferência de planilhas torna o repasse dos marketplaces uma grande dor para os sellers, principalmente para aqueles que trabalham com um fluxo alto de pedidos. Além disso, processos humanos são passíveis de erro.

O cenário impulsiona para que cada vez mais os sellers se familiarizem com softwares que possam otimizar esse trabalho manual. A ideia, quando se usa um produto como esse, capaz de realizar o feito, é ganhar celeridade nos processos e fomentar para que o tempo do lojista seja ocupado com aquilo que realmente importa: vender. A automatização tem sido mais frequente e tende ganhar mais espaço no mercado.

Nesta prática, um dos exemplos está o Koncili, que nasceu exatamente para suprir essa necessidade, seguindo como primeiro software para a conciliação de repasses dos marketplaces e atual líder de mercado. O processo automatizado oferecido pela ferramenta garante que os lojistas deixem de gastar horas em conferência dos pagamentos e foquem energia em estratégia de vendas e gestão financeira. Crescendo no cenário nacional, a empresa oferece não só o software, mas também o serviço em si, para empresas que não têm, por exemplo, equipe disponível para ficar aos cuidados da tarefa.

Tarefa essa, que ao ser feita manualmente, sabemos o quanto é burocrática e prende um bom tempo do lojista, obrigando-o também a se atentar com atualizações no repasse de pagamentos. Inclusive, no estudo da Gfk também foi apontado como desafio a constante mudança de regras de comissionamento e a dificuldade de ficar antenado e gerir os demais processos que os marketplaces precisam lidar. Nesse sentido, o Koncili tem como proposta de valor a aproximação com os canais para informar os sellers sobre eventuais variações e suporte para parametrizar essas mudanças.

Podemos concluir, então, que o surgimento de um marketplace vem com a motivação de alavancar vendas de uma loja e, se possível, da forma mais rápida que encontrar, prezando pela qualidade. Mas com essa migração, muitos sellers acabam esbarrando nas dificuldades com os métodos, muitas vezes feitos manualmente. Sendo assim, a automatização de processos como esse surgiu como um auxílio, uma alternativa de otimização, capaz de impulsionar ainda mais as vendas dos e-commerces.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário.

Patrocinado: