fbpx
Estoque

O que são as rupturas e como sua loja pode evitá-las?

Escrito por Eduarda Ribeiro | 10/09/2020
  • 13186 visualizações
  • 505 compartilhamentos
Tempo de leitura: 4 minutos

Calcula-se que as rupturas podem representar até 4,9%*, do faturamento mensal. Sabendo das dificuldades do varejo, onde cada decimal a mais pode influenciar no fechamento do mês, esses quase 5% podem fazer uma grande diferença no resultado da loja, não é mesmo?

O-que-sao-as-rupturas-e-como-sua-loja-pode-evita-las

 

Então, com certeza, é preciso trabalhar para acabar com as rupturas.

Mas afinal, o que são as rupturas?

A ruptura é considerada por muitos especialistas como a principal inimiga das vendas, sendo definida como a falta do produto na gôndola

Portanto, a partir do momento que o consumidor vai até sua loja para comprar um produto e ao chegar na prateleira se depara com ela vazia, está concretizada a ruptura.

Nessa situação o cliente tem três alternativas para lidar com esse problema:

1 – Abrir mão da compra, por ser fiel ao produto e à loja (adiar a compra).

2 – Comprar o produto de outra marca.

3 – Comprar o produto em outra loja.

Independente da escolha do cliente, o resultado será prejudicial ao varejista. Pois, mesmo que escolha comprar um produto de outra marca, a experiência de compra desse consumidor já terá sido afetada, e vimos que a experiência do cliente é fundamental no processo de encantamento.

Agora que já mostramos o que são as rupturas e o modo que elas afetam o seu cliente, vamos apresentar os dois tipos de rupturas e como evitá-las.

1. Produto em falta na loja

Essa ruptura é caracterizada pela falta de estoque para reposição de um produto. 

Normalmente esse problema é gerado pela falta de processos automatizados e eficientes de controle de estoque e pedido de compra.

Problemas com Controle de estoque? Veja nesse artigo como fazer o básico bem feito nessa operação.

2. Prateleira vazia e estoque cheio

Esse é o maior problema que o varejista pode encontrar em seu estoque. Quando o produto está no estoque, mas não está na gôndola, ao alcance do cliente. 

Normalmente a responsabilidade desse problema é da equipe de reposição de produtos.

O que são as rupturas e como sua loja pode evitá-las?

Como evitar as rupturas? 

São vários os fatores que podem gerar rupturas, normalmente eles têm alguma relação com o controle de estoque realizado de forma inadequada. Então, vamos às três dicas principais para evitar rupturas em sua loja:

1. Controlar o estoque

O controle de estoque é uma das operações mais importantes do dia a dia do varejo e ele também afeta o combate às rupturas. 

Com um bom controle de estoque, o comprador da loja saberá com antecedência os produtos cujo estoque estão próximos do fim e providenciará a reposição, evitando-se a ruptura.

O controle de estoque é a base para controlar e mitigar as rupturas. 

A dica é: realizar um controle de estoque por meio de ferramentas adequadas, usando processos e softwares.

2. Ter processos periódicos para controlar o estoque

O problema do estoque é físico, ou seja, ele acontece ali nos corredores da sua loja ou em seu depósito. 

Portanto, da mesma forma que é importante ter um software para ajudar a controlar o estoque é importante implantar processos para conferir e repor as suas prateleiras e o depósito.

O principal processo é o inventário, somente por meio de uma contagem sistemática é que você conseguirá evitar que as rupturas aconteçam. 

É preciso estabelecer uma periodicidade para a realização do inventário, só assim você evitará os problemas de estoque que geram rupturas e afetam o seu faturamento.

O inventário será o responsável em fornecer dados para sua equipe de reposição, evitando a falta de produtos na gôndola.

3 – Utilizar um sistema de gestão e suas notificações

Um bom software de gestão é fundamental para o controle das rupturas. Além de proporcionar o controle de estoque e sugerir as quantidades certas de compra de cada produto, o software de gestão deve ajudá-lo a identificar rupturas em tempo real.

Identificar a ruptura é relativamente complexo devido ao fato da ruptura ser um “não acontecimento”. 

Veja bem, quando ocorre uma ruptura de estoque, o que, na prática, é o cliente indo na prateleira e não encontrando um produto, como a loja vai ficar sabendo? 

A não ser que o cliente procure algum funcionário e reporte a falta, e esse reporte à gerência, a loja não ficará sabendo. 

Por isso, os cálculos de ruptura de estoque são estimados, não são objetivos como, por exemplo, a taxa de quebra de estoque. 

A notícia boa é que existem maneiras de identificar uma potencial ruptura acontecendo na loja. Como? Uma forma relativamente simples é o software de gestão do supermercado, que notifica quando um produto com frequência de venda alta deixa de ser vendido.

Funciona assim, um determinado produto é vendido em média 12 unidades por dia, ou 1 unidade por hora. O software de gestão vai notificar a gerência quando este produto estiver 4 horas sem vendas. Com essa informação, a gerência da loja enviará um repositor para conferir se o produto está disponível na gôndola. 

Esse é apenas um exemplo de como o software de gestão pode ajudar na prevenção da ruptura na loja. 

Existem outros processos, como um checklist diário dos itens dispostos nas gôndolas e realizando o cruzamento com os produtos que estão em estoque, caso tenha algum produto em estoque que não esteja na gôndola, a gerência é notificada. Saiba mais no ebook de gestão para supermercados, neste link.

Inventário é o maior aliado

Ir a uma loja e não encontrar o produto desejado pode gerar uma frustração e acabar com o encantamento do cliente com sua loja. Além de perder a venda daquele momento, existe uma chance desse consumidor comprar com o seu concorrente.

As rupturas são totalmente prejudiciais aos varejistas, pois afetam diretamente as vendas. Mapear e evitar essas rupturas é um dos grandes desafios diários que o mercado exige.

O principal aliado no combate a esse problema é a realização de inventários, fazer a contagem dos produtos em estoque é a melhor forma de evitar o risco do consumidor entrar em sua loja e não encontrar o produto desejado.

A partir do momento que você tiver segurança com o estoque no seu software, será fácil implementar processos automatizados de compras e avisos de ruptura, potencializando os resultados da sua loja.

Quer saber tudo sobre inventário de estoque? Baixe gratuitamente nosso ebook: Tudo que você precisa saber sobre inventário de estoque.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos.

Ficou com alguma dúvida? Envie pelo Fórum InfoVarejo.

Patrocinado: