fbpx
Eventos

NRF 2023, saiba o que aconteceu no primeiro dia da maior feira varejista 

Escrito por Gabriel Junqueira | 16/01/2023
  • 2206 visualizações
  • 336 compartilhamentos
Tempo de leitura: 3 minutos

Após dois anos sem a NRF como conhecíamos, 2023 marcou a volta da feira como ela é, com grandes expositores e palestras a cerca do tema varejo. E por mais um ano o InfoVarejo se faz presente na NRF Retail’s Big Show, olhando de perto as principais tendências para o setor. 

NRF_2023_saiba_o_que_aconteceu_no_primeiro_dia_da_maior_feira_varejista_740x360

Veja quais foram os temas que me chamaram atenção no primeiro dia da NRF 2023!

Menos loja e mais modelo de negócio

A primeira palestra, ministrada por Alberto Serrentino (Varese Retail), Giorgio Pradi (Sunglasshut) e Roberto Funari (Alpargatas) teve como tema “A loja do futuro é menos sobre a loja e mais sobre o modelo de negócio”, mostrando como as tendências focam na mudança de abordagem do papel da loja física. 

Mas o que isso significa? A loja física deixa de ser apenas um ponto de vendas e se torna um hurb de serviços, logística e experiencia.

Para repensar e reinventar a loja física é necessário repensar e reinventar o modelo de negócios, começando pela cultura. É preciso desafiar a cultura!

Os varejistas precisam pensar a loja física como diferencial estratégico. A alpargatas, por exemplo, tem como diferencial estratégico ser ecofriendly, confortável e estilosa, mas, principalmente, focando na visão cada vez mais local, a loja de Paris não será a mesma da Bahia, mas todas conhecerão os clientes, porque é isso que o consumidor espera hoje, que a loja o conheça. 

Como conseguir esse resultado? Treinamento e dados! Toda venda tem um vendedor e é esse vendedor que vai conhecer cada consumidor e ele conseguirá as informações através dos dados.

Em resumo, os palestrantes 4 pontos principais sobre o novo varejo:

  • as lojas físicas continuarão relevantes;
  • é preciso repensar o papel da loja com o consumidor no centro; 
  • construir a base: dados cultura e competências para o novo modelo; 
  • construir um modelo de negócios sustentável, ponto reafirmado na próxima palestra. 

Estratégias do varejo para grandes disrupções 

Esse foi o tema da palestra ministrada por Kate Ancketill, Especialista em Inovação, Fundadora e CEO da GDR Creative Intelligence, no primeiro dia da NRF. 

Kate apresentou uma previsão e as possíveis estratégias para o varejo, não do futuro, mas de agora. Como os 3 C’s – mudança climática, covid (e futuros surtos) e conflitos (guerras) – tudo isso afeta o custo de vida, os insumos e o varejo. 

A escassez já é uma realidade. Na Europa, por exemplo, a falta de energia já mudou o dia a dia das pessoas. Na Alemanha, todos os prédios do governo estão apagando as luzes durante a noite. Na Inglaterra, a calefação está limitada a 19ºC, mesmo em restaurantes e lojas em geral.

É preciso que nos preparemos para o fim da abundância. Ou seja, o varejo precisa ser ecoeficiênciente – fazer mais com menos – e, idealmente, ser ecoeficaz – fazer diferente, mas mais eficaz, eventualmente utilizando nada. 

Para isso, é preciso se antecipar às novas regulamentações – embalagens na Europa devem ser reusáveis ou recicláveis até 2030 – e à pressão de insumos – com a preocupação em relação à água e à biodiversidade, por exemplo, os preços de madeira e papel vão explodir, como o meu negócio pode mitigar esse problema? 

O primeiro dia da NRF 2023 deixou clara uma mudança que já estava em curso e que afeta o varejo diretamente, não temos recursos para sustentar o consumo atual. Precisamos reinventar a forma de consumir, produzir, descartar e reutilizar. Fazer mais com menos, investindo em experiência. 

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos varejistas.

Publicidade