InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Estoque

5 dicas de gestão de estoque para pequenas empresas

Escrito por Gabriel Junqueira | 28/06/2018
  • 1405 visualizações
  • 131 compartilhamentos

Engana-se o varejista que pensa que o controle de estoque é uma atividade exclusiva para grandes organizações do varejo. A gestão de estoque para pequenas empresas é essencial, sendo ainda mais importante, pois esse setor deve ser o diferencial do negócio, não permitindo perdas e prejuízos.

Não investir neste controle pode levar o microempreendedor a sofrer com prejuízos e falhas operacionais, que podem colocar em risco o funcionamento da loja. A gestão de estoque para pequenas empresas deve ser ativa e eficiente, favorecendo bom andamento de todos os processos dependentes do controle de estoque.

5 dicas de gestão de estoque para pequenas empresas

 

Dicas para a gestão de estoque para pequenas empresas:

Para ajudar o varejista, preparamos 5 dicas para tornar a gestão de estoque eficiente, garantindo que a empresa tenha eficiência em todas atividades relacionadas aos produtos.

1. Tenha um software de gestão

O software de gestão é a melhor ferramenta para o varejista controlar, não somente o estoque, mas toda a operação da loja. Automatizar o gerenciamento de informações dos processos é fundamental para que todos os sistemas trabalhem de forma integrada, otimizada e produtiva, garantindo o melhor desempenho.

É importante contar com um software que atenda às demandas da loja, suprindo as particularidades da regra de negócio. Funcionalidades como fator de conversão das unidades de medida, produtos similares e etc., são importantes para garantir um bom funcionamento do sistema.

Veja nesse artigo sobre cadastro de produtos e sua influência no estoque, algumas informações importantes sobre estes requisitos

2. Conheça as especificidades da sua loja

Antes de tomar uma decisão sobre as mudanças gerenciais da empresa é preciso conhecer as necessidades essenciais da loja.

Mapear os processos, identificar gargalos, realizar pesquisas internas e externas, e principalmente, saber os detalhes sobre os produtos que serão vendidos, são informações que precisam estar claras, para que se possa criar uma estrutura empresarial que irá nortear uma gestão de estoque para pequenas empresas.

Diferente das grandes redes do varejo, os empreendimentos locais necessitam de demandas mais enxutas, com funcionalidades realmente necessárias para que o controle de estoque não se torne burocrático e com isso pouco usável diariamente.

Conhecendo as particularidades do negócio é possível saber como gerir o estoque de acordo com a demanda do consumidor.

 

5 dicas de gestão de estoque para pequenas empresas

 

3. Realize inventários periódicos

Para uma boa gestão de estoque é preciso saber exatamente o tipo e a quantidade dos produtos que estão estocados.

O processo de contagem de mercadorias, o inventário, serve também para identificar falhas e problemas no estoque, portanto é importante para a organização e otimização do seu estoque. Com informações atualizadas o varejista ganha mais autoridade para tomar decisões para o futuro da empresa, como compras de mercadorias e a criação de ações promocionais.

O inventário de estoque deve ser realizado periodicamente, para que o controle esteja sempre atualizado.

Quer saber mais sobre inventário de estoque? Veja como fazer um inventário confiável.

4. Defina metas

A gestão de estoque para pequenas empresa deve ser uma atividade séria e estruturada, desse jeito é preciso colocar metas a serem cumpridas pela equipe responsável por esse processo.

O desempenho da equipe responsável pelo estoque deve ser avaliado, de forma que cada atividade relacionada com essa operação ganhe importância e atenção necessária. Estabelecer metas também é importante para motivar os funcionários, lembrando sempre de deixar bem claro os motivos e os objetivos finais de cada meta estipulada.

Um bom começo é definir as metas com base na redução de erros e problemas de estoque da loja. A prevenção de perdas e rupturas pode ser averiguado nos inventários, assim é possível o cálculo e a definição de métricas para análise.

5. Ofereça treinamento aos colaboradores

A parte humana é essencial para o bom funcionamento da gestão de estoque para pequenas empresas, é preciso oferecer condições para que os colaboradores possam exercer suas atividades e funções da melhor maneira possível, estimulando a alta produtividade.

Os colaboradores responsáveis pelas rotinas do controle devem entender com perfeição o que deve ser feito, para que consigam ter sucesso nas atividades. Além disso é fundamental oferecer um treinamento para uso da ferramenta que será responsável pelo controle de estoque, nesse momento escolher um sistema fácil de usar é o melhor caminho.

No momento de implantar um software de gestão em sua loja é preciso pensar na interação entre esse sistema e a equipe. Afinal de que adianta ter o melhor sistema do mercado e não ter colaboradores capazes de operar esse software?

Gestão de estoque para pequenas empresas: é difícil mas é possível

A gestão de estoque para pequenas empresas é uma atividade que demanda de muito treinamento, conhecimento e dedicação de todos os envolvidos. Seguindo essas 5 dicas fica mais fácil ter êxito nessa atividade e acabar com problemas que podem complicar a operação da sua loja.

Como toda melhoria, demanda de investimentos e de preparação. Porém, os resultados alcançados serão animadores e positivos para o varejista.

Um software de gestão é a ferramenta essencial na gestão de estoque para pequenas empresas. Baixe gratuitamente o e-book: Guia de Sistema de Gestão para o pequeno varejo. 

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos do varejo.

Ficou com alguma dúvida sobre a gestão de estoque para pequenas empresas? Escreva para contato@infovarejo.com.br

Patrocinado: