Entenda como implantar em sua loja as políticas de uso de uniforme para empresas

Pensar no bem-estar dos funcionários da sula loja e, consequentemente, contribuir para a produtividade e lucros da empresa é uma questão de estratégia. Se sua marca adotará uniformes profissionais, pode surgir uma série de dúvidas. Uma das mais principais é: como implantar o uso de uniforme para empresas?

Entenda como implantar em sua loja as políticas de uso de uniforme para empresas

É preciso pensar nos cargos, nas variações climáticas, na qualidade dos produtos e nas políticas organizacionais internas que, geralmente, envolvem a reposição, a quantidade mínima por funcionários e a utilização fora do ambiente de trabalho. Neste artigo, veremos cada um desses aspectos.

1. Definindo looks de uniforme para empresas

Ao entrar em uma loja no varejo, é natural perceber que os funcionários vestem uniformes diferentes. Por exemplo, em um supermercado, o repositor não costuma usar a mesma roupa do operador de caixa ou do gerente.

Essa diferenciação por cargos pode ser motivada por inúmeros motivos. Desde a mobilidade do profissional e a sensação térmica proporcionada pelo tecido até a estética e necessidade de exibir ou não a marca do seu negócio.

Outro fator importante está relacionado a possibilidade de diferenciar funções para organizar visualmente sua loja. Essa diferenciação por equipe contribuirá para orientar melhor o seu cliente. Isso facilita a percepção dele de com quem falar de acordo com sua demanda. Influenciando, por consequência, na atuação e na produtividade dos funcionários.

Ao procurar empresas que desenvolvem e produzem uniforme para empresas de forma eficiente, você encontrará coleções de uniformes para os mais variados setores. Seja para ambientes corporativos e de escritório, para restaurantes, chefs profissionais e amantes de culinária ou para atividades operacionais na indústria, varejo etc.

É essencial contatar empresas com especialistas no negócio. Eles apresentarão possibilidades de design, tecnologia e conforto, além de fornecer produtos de qualidade.

2. Considerando as variações de temperatura

O Brasil possui extensão territorial de aproximadamente 8,5 milhões de km². E é exatamente por conta da sua dimensão continental que há uma ampla diversidade climática. A configuração geográfica, o relevo e a dinâmica das massas de ar influenciam diretamente nas diferenciações climáticas entre as regiões do país.

Sabemos que, no varejo, por exemplo, existe a possibilidade de haver franquias das lojas em diferentes localizações do país. Por isso, na hora de analisar qual o melhor uniforme para os funcionários da sua loja, é necessário prever as variações climáticas de acordo com o ambiente que cada loja do seu negócio está localizada.

Ainda que dentro de um mesmo estado, essa avaliação é importante. Uma franquia de um supermercado no sul de Minas Gerais não terá as mesmas condições climáticas de uma loja no norte do estado. As lojas com temperatura mais baixa exigirão a produção de uniformes mais completos, com agasalho e/ou camisas de manga comprida. Ao contrário das lojas localizadas em municípios mais quentes, onde a decisão provavelmente será por tecidos mais leves.

Para além das variações climáticas devido às questões geográficas, outros aspectos devem ser levados em conta. Um deles é a função dos profissionais – se suas atividades são exercidas em ambiente externo ou interno. Outra questão é se o ambiente de trabalho, quando interno, oferece ar condicionado ou não.

3. Reposição e quantidade mínima por profissional de uniforme para empresas

A partir do momento que você optou pela obrigatoriedade do uniforme em seu negócio, sua empresa precisará fornecer o mínimo para que os funcionários cumpram essa regra, certo? 

Para decidir sobre a quantidade mínima a ser entregue, será necessário considerar principalmente o tempo e a viabilidade de reposição. Dependendo do número e da qualidade das peças entregues aos funcionários, o tempo de reposição poderá ser estendido. A durabilidade dos uniformes é, mais uma vez, a peça chave de economia para seu negócio.

Por exemplo, um profissional que trabalha em uma loja em cidades chuvosas ou com pouco tempo do dia com céu aberto, precisará receber mais peças de uniformes. Mesmo que ele tenha tempo livre para lavar essas roupas. Afinal, sua secagem será mais limitada do que a dos profissionais de uma loja localizada em ambiente quente e seco.

Inclusive, hoje em dia, com o pouco tempo livre presente na rotina, pode não haver tempo para lavar os uniformes durante a semana. Por isso, mesmo que sua empresa realize corretamente as orientações de como cuidar dos uniformes, a quantidade de peças entregues aos funcionários deve ser realizada de forma a não reduzir o tempo estimado para a reposição.

O ideal é que sejam entregues cinco camisas e duas calças e o período de reposição é anual. Tempo que pode ser estendido se o fornecedor de uniformes for uma empresa reconhecida e de qualidade.

É importante que sua empresa forneça esses uniformes aos funcionários junto a uma Ficha de Entrega. Neste documento todas as regras serão detalhadas, incluindo essa questão de reposição.

4. Utilização de uniformes fora do ambiente de trabalho

Com relação às políticas internas específicas do seu negócio, será necessário definir se seus funcionários poderão utilizar o uniforme fora do ambiente de trabalho. Veja só, isso pode soar estranho até pararmos para pensar:

Nós nos acostumamos a ver pela rua funcionários de bancos vestindo uniformes de suas empresas com as logos à mostra?

Pois é, existem tipos de segmentos ou setores que não desejam chamar atenção por meio de uniformes. Afinal, essa exposição pode influenciar diretamente no sigilo e na segurança dos funcionários e da empresa.

Nesses casos, as ações de marketing envolvendo uniformes personalizados são realizadas de outras formas. Como por exemplo, em datas festivas específicas, mas não no dia a dia de trabalho. Não há a pretensão de reforçar a identidade da marca externamente por meio de vestimentas padronizadas. Esta preocupação acontece somente dentro do ambiente de trabalho.

Outra questão é sobre as atividades pós jornada de trabalho. Pode ser que sua empresa prefira que os funcionários não estejam uniformizados em locais públicos, como forma de preservar sua marca. As políticas organizacionais que dizem respeito a como e onde os funcionários da sua loja devem vestir os uniformes devem ser formalizadas pela sua empresa, previamente, na Ficha de Entrega dos uniformes.

Conclusão

Para implantar a política de uso de uniforme para empresas, é importante considerar uma série de características. Da variação climática a reposição dessas peças, vários aspectos devem ser levantados.

E é por isso que realizar a melhor escolha de uniformes para seu negócio, pode ser uma tarefa complexa. Pensando no bem-estar dos funcionários da sua loja e na produtividade e lucros da empresa, não deixe de optar pelo melhor fornecedor, que além de especialista no assunto, lhe oferecerá qualidade do produto e boa capacidade de reposição.

Nos próximos artigos, falaremos sobre como escolher os uniformes profissionais. Continue acompanhando!

Gostou desse conteúdo? Assine a newsletter do InfoVarejo e receba outras informações importantes para sua loja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apoiadores do InfoVarejo