InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
Gestão

Conheça os principais cuidados ao demitir um funcionário no varejo

Escrito por Tatiana Ávila | 23/05/2019
  • 518 visualizações
  • 67 compartilhamentos

A demissão é um dos momentos mais traumáticos na vida de uma pessoa e ninguém está imune a essa situação. Às vezes, os laços com a empresa são tão fortes que sua ruptura pode equivaler à perda de um ente querido e, até mesmo, levar o demitido a um luto.

O luto, ao contrário do que se imagina, não faz referência apenas à reação diante da morte de alguém querido. O luto é um processo relacionado à todas as perdas significativas. Somado à isso, podemos acrescentar ainda o fato de, quase sempre, o demitido ser a fonte de sustento de toda uma família.

Por isso, é indispensável que o empresário ou gestor esteja muito bem preparado para encarar o momento de demitir um funcionário e, principalmente, que consiga amenizar o impacto do desligamento de um colaborador na sua loja.

demitir um funcionario

 

Nesse artigo, preparamos algumas sugestões para ajudá-lo antes, durante e depois do desligamento de um colaborador no varejo.

Antes do desligamento

Tenha certeza da sua decisão 

você precisa estar embasado em fatos concretos que o levem a decidir demitir um funcionário. Caso contrário, poderá gerar, no colaborador demitido, uma impressão ruim da sua loja e acabar criando  um clima de insegurança em toda a equipe.

Avalie o impacto financeiro da demissão 

Todo processo de desligamento traz despesas para a loja. Por isso, é necessário avaliar bem o impacto financeiro que terá ao demitir um funcionário. Para ajudar nesta decisão, solicite ao RH/DP uma prévia os custos de uma rescisão. Com essa informação em mãos, você pode decidir se é melhor adiar o desligamento ou, até mesmo, estipular um mês para que o orçamento da loja consiga cobrir as despesas deste procedimento.

Pergunte-se! 

 A demissão será surpresa para o colaborador? Se a resposta for sim, reavalie sua decisão. A demissão repentina de um colaborador é, praticamente, retirar seu chão inesperadamente.  O gestor deve, aos poucos, prepará-lo para esse momento, fornecendo treinamentos, capacitação, acompanhamento e feedback constantes.

Feedback no varejo é uma forma de potencializar as equipes da sua operação. Veja sobre potencializar equipes nesse artigo

Alinhe com o RH/DP o procedimento 

Decida com o RH ou DP da sua loja como será feito esse desligamento, qual discurso utilizar, o dia, o período que antecederá o dissídio, o aviso prévio, dentre outras questões.

Mantenha sigilo sobre o desligamento 

Ao decidir demitir um funcionário, tenha cuidado, somente você e o responsável pelo RH ou DP devem saber sobre o desligamento. O risco da informação vazar é grande e pode criar situações embaraçosas e desnecessárias.

Se for um caso que exija maiores cuidados, tenha uma testemunha 

Se for um caso em que o colaborador não tenha controle emocional, não espere que nesse momento ele aja de forma diferente. Tenha uma testemunha que seja do RH ou Jurídico que possa respaldá-lo no futuro.

Prepare-se emocionalmente e fisicamente e reserve um tempo para esse momento 

Demitir um funcionário é uma situação estressante não só para o demitido, mas também para aquele que vai fazer o comunicado. Não é incomum que esse momento seja precedido de noites de insônia, frio na barriga e calafrios. Prepare-se para essa situação fazendo algo que vai lhe trazer calma e esteja preparado para as reações variáveis,  choro, raiva, silêncio ou, até mesmo, te encher de perguntas, afinal, cada um reage de uma forma. Sendo assim, tenha paciência e seja respeitoso.

Alinhe com a Tecnologia o cancelamento dos acessos 

antes de fazer o comunicado ao colaborador informe à tecnologia sobre a ruptura aos acessos e ambiente de trabalho. Você está sendo cordial e educado, no entanto, não misture as coisas.  É comum que, ao demitir um funcionário, ele queira se despedir dos colegas e, se não for atrapalhar o andamento da sua loja, não há problema.Tome cuidado para que ele não tenha  acesso ao computador que utilizava ou ao servidor para evitar a cópia de arquivos confidenciais e importantes ou o vazamento de informações estratégicas.

Durante o desligamento

Faça você mesmo e, se possível, presencialmente – vivemos em uma era tecnológica e temos inúmeros recursos que podem favorecer nosso serviço, contudo, é desaconselhável que utilizemos esses recursos ao demitir um funcionário. Ligações telefônicas, mensagens de voz, e-mails ou qualquer outro canal não devem ser utilizados nesse momento, essa é uma informação que nem precisaria ser dita. Por respeito à pessoa, o comunicado deve ser olho no olho. O processo de desligamento é burocrático, exige, por exemplo, o recolhimento da assinatura do colaborador, a própria legislação exige essa solenidade.

Escolha um local reservado para o comunicado 

O comunicado jamais deve ser feito em público, a integridade do colaborador desligado deve ser preservada. Já falamos que esse é um dos momentos mais difíceis da vida dele, imagine se for em público? O colaborador deve ser chamado em um local reservado, discreto, de modo que nenhum outro membro da equipe suspeite o que está acontecendo.

Seja breve e vá direto ao ponto, fundamentando seus motivos 

Ao demitir um funcionário, você deve ser breve e demorar poucos minutos. Seja cordial e vá direto ao ponto, como no exemplo: “Fulano, temos conversado nos últimos meses sobre seu desempenho ou comportamento e dado que não alcançamos os padrões que esperávamos para sua posição, estamos encerrando seu contrato de trabalho.” Dito isso, entregue a carta de desligamento para o colaborador e prepare-se para alguma reação, tenha em mente que tudo o que você disser a partir desse momento será inútil. Lembre-se, após a notícia, ele perderá o chão.

Seja educado e cordial durante todo o processo

Não confunda brevidade com indiferença. Lembre-se que esse é um momento difícil, portanto trate o colaborador com empatia, da forma como você gostaria de ser tratado. Como diz José Luiz Bichuetti, autor do livro Gestão de Pessoas não é com o RH, “Trate gente como gente!”

Explique todos os direitos do colaborador ou peça que alguém do DP o faça

Ao demitir um funcionário, sinalize para o colaborador desligado que seus direitos trabalhistas serão respeitados, fica mais fácil tranquilizá-lo. Se você não sabe quais são os direitos, peça alguém do RH ou DP para conversar com ele e explicar sobre o pagamento do FGTS, aviso prévio proporcional, seguro desemprego, dentre outros.

Se, ao demitir um funcionário, o colaborador tiver algum item de propriedade da empresa, como chaves, celular, notebook, carro, entre outros, tudo deve ser devolvido no minuto final do desligamento.  Certifique-se de que seja possível recolher os objetos ou, caso seja inviável, agende com ele para que essa entrega aconteça. Não se esqueça de ser muito gentil durante essa solicitação e durante o acordo.

Depois do desligamento

Entregue a carta de desligamento ao DP/RH – a carta de desligamento é um documento importante para o RH. Recolha a assinatura do colaborador e, assim que terminar a conversa, entregue ao RH ou DP da sua loja.

Comunique à equipe – Reúna sua equipe e conte sobre o desligamento do colaborador, preservando sua integridade. Fale com sinceridade sobre a demissão do funcionário, sem falar mal do mesmo, agradeça pelo tempo que esteve com vocês e aproveite esse momento para relembrar a política interna da empresa, ressalte que colaboradores com excelente desempenho serão muito apreciados em sua loja.

É hora da reflexão – agora é hora de aprender com tudo isso, hora de olhar para o desligamento ocorrido, refletir e absorver os ensinamentos do processo. Entenda quais foram as falhas desde a sua contratação. Reflita se ele recebeu treinamento suficiente, se teve reuniões de feedback bem estruturados e frequentes para ajudá-lo a melhorar, se o perfil era adequado para sua loja. Enfim, pondere todas as percepções e aproveite-as para melhorar o processo e fazer com que as próximas contratações tenham um resultado melhor.

Bom, demitir um funcionário nunca será um momento agradável. Apesar disso, você pode e deve fazer com que o profissional que dedicou várias horas do seu tempo à empresa seja tratado de forma digna e respeitosa. Isso, com certeza, irá ajudá-lo para que tenha inteligência emocional necessária para começar todo o processo de um novo emprego.

E você, faz alguma análise antes de demitir um funcionário em sua loja?

Acha que pode ser significativo  para a sua equipe  fazer uma abordagem mais cuidadosa?

Quer saber como reduzir custos evitando a rotatividade de funcionários no varejo? Veja esse artigo.

Gostou do artigo do InfoVarejo? Compartilhe com seus contatos.