InfoVarejo ACESSO RÁPIDO:
InfoVarejo

Como escolher e implantar o self-checkout para supermercado

Escrito por Marcus Vinícius C. Victorino | 17/01/2019
  • 897 visualizações
  • 95 compartilhamentos

O self-checkout para supermercado é uma nova opção de atendimento, que tem trazido agilidade, mídia espontânea, privacidade, rapidez nas filas e uma experiência de compra diferenciada para o consumidor. Aliado do varejista em prevenção de perdas, a implantação do equipamento deve ser viável e garantir segurança. Mas você sabe como escolher o self-checkout?

Como escolher e implantar o self-checkout para supermercado

Acompanhe neste artigo o passo a passo de como escolher e implantar o self-checkout para supermercado.

1 – Analise o objetivo da sua loja

O primeiro passo é pensar se o self-checkout é uma inovação válida para seu negócio. Defina as prioridades da sua empresa. A pergunta é: faz sentido para sua loja?

A área de checkout em supermercados costuma abrigar o gargalo mais pontuado pela maior parte dos varejistas: a fila. O grande volume de pessoas aguardando para serem atendidas pode influenciar negativamente na decisão de seguir ou não com a compra. E, é por isso, que é importante avaliar se esse também costuma ser o gargalo da sua loja.

O self-checkout para supermercado é uma solução para desafogar sua frente de loja. Ele influencia no fluxo de pessoas e ocupa menos espaço físico. Muitas vezes, o supermercadista não tem espaço na loja para colocar mais checkouts. Mas é possível substituir um deles por dois self-checkouts, aumentando os pontos de venda e a agilidade das filas.

Além disso, o marketing da empresa também deve estudar sobre a experiência de compra do consumidor. Ela é a estratégia de comunicação do momento e vai além do ambiente virtual. Para consolidação da sua loja, pode ser interessante proporcionar a experiência de compra por meio do self-checkout para supermercado. Ele proporciona agilidade, privacidade e independência para seu cliente.

2 – Escolha o fornecedor

Ok, se você chegou até aqui é porque decidiu que o self-checkout será essencial em seu negócio. E agora surge um dos passos principais: escolher o fornecedor.

É preciso fazer a melhor escolha tanto do próprio self-checkout para supermercado, quanto do software de ponto de venda, também chamado de frente de caixa ou apenas PDV. Para ambos, há alguns pontos que devem ser avaliados, a começar pela credibilidade de quem presta o serviço.

O software, por exemplo, precisa ter intuitividade com uma de suas características principais. Um sistema didático e intuitivo faz com que o consumidor consiga utilizá-lo sem dificuldades.

Outro ponto importante a se analisar é o pós-venda. Esse quesito é tão importante para a implantação do equipamento quanto sua compra.

Quem é o fabricante? Você recebeu indicações? Onde ele está localizado? Busque por fornecedores que sejam referência em seu estado ou nacionalmente. Além de contar com produtos de qualidade, é preciso confiar no serviço da empresa contratada, tanto do self-checkout, quanto do software de frente de caixa.

Ao receber orçamentos de localidades distantes fisicamente do seu negócio, de outros estados, analise a viabilidade da prestação de serviços oferecida. Garanta que os fornecedores se dispõem para possíveis reparos e auxílio com o self-checkout para supermercado e com o software de frente de caixa. Entenda que muitas vezes o preço não compensa a dificuldade de contato com o fornecedor.

Neste artigo, nós falamos sobre contrato de manutenção de equipamentos para loja.

3 – Estude o layout de sua loja

Depois de escolhido o fornecedor e adquirido o self-checkout, é preciso estudar qual o melhor local para colocá-lo em sua loja.

A escolha do fornecedor também influencia nesta etapa. A empresa pode lhe ajudar a pensar no layout da loja e em estratégias para motivar o uso do equipamento.

É muito importante que, além de boa localização, haja sinalização orientando os clientes a chegarem no self-checkout. Placas e sinalizadores ajudam a criar um ambiente organizado e que resulte em familiaridade para o consumidor. À medida que ele voltar à loja, saberá exatamente como se locomover dentro deste espaço.

4 – Garanta uma boa divulgação

Sabemos que a divulgação é alma do negócio. Ao implantar o self-checkout em sua loja, lembre-se que você terá mídia espontânea para seu negócio. É preciso estimular a curiosidade que será despertada no público local.

Dentro do planejamento de marketing, além de campanhas online, se dedique à divulgação física na região e em sua loja. Promova ações de inauguração e também durante o período de implantação. É importante que hajam funcionários na área do self-checkout auxiliando e acompanhando os clientes já que se trata de uma ferramenta nova.

Principalmente se sua loja for a primeira em sua cidade a investir em self-checkout e sua experiência de compra, organize uma estratégia de assessoria de imprensa. Sendo pioneiro no serviço do varejo local, pode ser interessante entrar em contato com TV, jornais e rádio de sua região.

Conclusão

Ao implantar o self-checkout para supermercado, os varejistas se interessam, principalmente, em trazer agilidade para o caixa rápido, mantendo o custo-benefício dos equipamentos de sua loja. Junto a isso, agregar a experiência de compra do consumidor se torna urgente em uma sociedade cada vez mais interativa.

O primeiro passa ao escolher o caixa de autoatendimento, é garantir que essa será uma boa estratégia para seu negócio. Em seguida, pesquisar o fornecedor, avaliar sua credibilidade e garantir um bom pós-venda. O layout, a sinalização e o acompanhamento nas compras do cliente, são o terceiro passo. Seguido de divulgação, já que é o marketing que fará o cliente se interessar por essa nova experiência de compra.

Gostou desse conteúdo? Assine nossa newsletter e receba outras informações importantes para sua loja.

E se tiver ficado com alguma dúvida, escreva para nós.

Patrocinado: