Equipamentos

6 ferramentas indispensáveis para um supermercado em 2018

Escrito por Gabriel Junqueira | 04/01/2017
  • 1319 visualizações
  • 151 compartilhamentos

Em tempos de pouco crescimento econômico, manter a eficiência operacional dentro da loja é uma questão de sobrevivência. Seu supermercado está pronto para 2018?

chegou-a-hora-de-ganhar-dinheiro-6-ferramentas-indispensaveis-para-um-supermercado-em-2017-2

Com as mudanças que tomaram conta do mercado em 2017, o ano de 2018 começa com expectativas melhores para o varejista. Entretanto, as reformas estruturais, seja no teto dos gastos, previdência ou trabalhista, tomarão mais tempo para surgir efeito do que o esperado.

Assim, mais uma vez é fundamental olhar para dentro da empresa e procurar maneiras de fazer mais com menos. Para isso, só tem uma maneira: aumentar a produtividade! Mas, como?

Nesse artigo listaremos 6 ferramentas que trazem produtividade para a operação do supermercado, que se aplica também a outros tipos de varejo. São ferramentas validadas pelo mercado, que apoiam os funcionários, liberando-os para efetuar outras atividades, aumentando o resultado da loja.

Importante! Para usar essas ferramentas é necessário que sua loja tenha uma automação comercial – não precisa usar tudo, apenas com o básico já é possível utilizá-las. Se você ainda não tem, antes leia esse artigo sobre automação comercial ou baixe o e-book gratuito Manual Completo do Ponto de Venda.

Veja as 6 ferramentas fundamentais para o supermercado: 

1) Cotação de Preços Online 
O alto giro do varejo de alimentos faz com que as compras sejam frequentes, senão constantes, com alta variedade de produtos e grandes quantidades. Por ser uma das atividades mais importantes do negócio, comprar gasta muito tempo.

Na maioria das lojas, o empresário se vê diante de duas situações: ou realiza pesquisa e negocia preço de milhares de produtos com vários fornecedores, investindo seu tempo e dos funcionários da loja, ou economiza tempo, investindo menos tempo no processo de compras, mas com a certeza que vai pagar mais caro, prejudicando a margem.

Em ambos os casos sua loja está perdendo dinheiro.

Ora, existe uma terceira alternativa! Com um programa de cotação online é possível otimizar o processo de compras, buscando o menor preço com o mínimo de esforço.

E mesmo que você ainda goste de negociar diretamente com o fornecedor, você pode usar a cotação apenas para os produtos com menor giro, a curva C, que demanda muito tempo no processo tradicional pela quantidade de itens e dificuldade em ter uma boa referência de preço.

Temos um artigo, onde falamos melhor sobre esse tipo de ferramenta, confira em Como aumentar a rentabilidade em uma cotação de preços.

2) Sistema de Validação Tributária do Cadastro de Produtos

São duas as vantagens: redução do precioso tempo dos funcionários para cadastrar produtos e, mais importante, segurança tributária. O software de gestão integra com a base de cadastros auditada por especialistas. Entenda melhor a importância do cadastro tributário de produtos correto nesse artigoou se você já sabe da importância, confira esse artigo sobre ferramentas que validam o cadastro de produto no varejo. 

3) Software de Conciliação de Cartões
É a mesma situação do software de validação tributária, ou sua loja faz a conferência com diligência, gastando um tempo precioso e caro dos funcionários, ou sua loja não realiza a conferência tornando vulnerável a falhas e prejuízos. Esses sistemas tem um custo benefício ótimo, procure o fornecedor do seu software de gestão e entenda melhor no artigo  Vendas em cartão, 5 dicas para não perder dinheiro.

Quer saber mais sobre a conciliação de cartões? Baixe gratuitamente nosso e-Book.

Coletor de Dados
Em um primeiro momento, o preço desse equipamento pode assustar. Mas o empresário inteligente sabe fazer contas, e ao fazer, chega a conclusão que sai barato. Hoje em dia o custo da mão de obra está muito alto. Junto com os riscos de perdas e roubos da loja, usar o coletor de dados traz muita agilidade e segurança para o dia a dia do supermercado. Entenda as aplicações desse equipamento nesse artigo.

5) TEF – Transferência Eletrônica de Fundos
Situações como fila longa no checkout, insatisfação do cliente, fraude no PDV são difíceis de calcular o prejuízo, pois acontecem longe dos olhos do gerente. É justamente esse tipo de situação que o TEF evita – entenda nesse artigo com 5 Dicas para você não perder dinheiro nas vendas em cartão. Para tomar a decisão de instalar o TEF na sua loja, não deixe de levar em consideração o quanto sua loja paga pelas maquinhas de cartão, o POS. Dependendo do número de caixas, o TEF pode sair mais barato!

Você sabe as vantagens de usar o TEF? Veja esse artigo.

6) Nuvem
A computação em nuvem está tão presente no nosso dia a dia e, ao mesmo tempo, ainda distante do varejo brasileiro. Por exemplo, nesse momento, você está lendo esse artigo que está publicado no site do InfoVarejo em um servidor na nuvem. Porque não utilizar a nuvem para reduzir custos de infraestrutura, aumentar a segurança e evitar prejuízos? É bem mais fácil que a maioria dos varejistas acreditam. Entenda tudo no artigo sobre nuvem e varejo.

Tecnologia a favor do seu supermercado

O mundo está mudando, sua loja precisa aproveitar as ferramentas disponíveis para reduzir custos e lucrar mais. Essas ferramentas estão cada vez mais difundidas no mercado por uma única razão: elas se pagam.

Quantas dessas ferramentas seu supermercado utiliza hoje?

No dia a dia, observamos muitos varejistas evitando novas despesas. Estar vigilante é importante, afinal de contas deve-se manter o cofre bem seguro, mas é fundamental enxergar a diferença entre gastos e investimentos! Investimento traz retorno.

6 ferramentas indispensáveis para um supermercado em 2018

Desejamos a todos varejistas um 2018 de muita eficiência operacional e lucros!

Agora, quer saber como reduzir gastos em 2018? Leia o artigo “4 dicas para reduzir gastos no Varejo”.

 

Publicidade