Controle Financeiro de uma Empresa do Varejo

Manter o controle financeiro de uma empresa varejista nem sempre é fácil, mas com algumas dicas, o seu negócio pode se manter muito mais controlado, conseguindo assim driblar a crise a otimizar os resultados. Confira aqui embaixo algumas dicas essenciais para o seu negócio:

controle-financeiro-de-uma-empresa-do-varejo

Administração financeira

A administração financeira é uma atividade central em qualquer empresa, mesmo para instituições públicas ou sem fins lucrativos. A razão é simples, para qualquer organização funcionar são necessários recursos físicos, materiais e humanos. Em todo caso, a forma de obtê-los em nossa sociedade moderna é através do dinheiro.

Portanto, é a administração financeira que desempenha o papel de controlar os recursos financeiros da organização.

 

O Varejo e o Controle Financeiro

Dado ao grande número de produtos que comercializa, todo varejista tem que lidar com grande quantidade de contas a pagar e de contas a receber. Portanto, todo negócio exige uma administração financeira – o que varia é o grau de controle e organização.

No pequeno varejo, como mercearias, padarias e até mesmo pequenos supermercados, observamos que muitos empreendedores não realizam controle algum. Alguns varejistas misturam contas pessoais com as contas da loja ou apenas acompanham o saldo do banco.

Especialmente no segmento varejista, o controle financeiro é fundamental para a sustentabilidade do negócio. O saldo financeiro do final do mês não demonstra a real situação da empresa, uma vez que existem diferentes prazos para pagamento de fornecedores, recebimento de clientes e estoque de produtos.

No varejo é possível ter tido lucro em um mês no qual o dinheiro em caixa tenha diminuído! Assim como também é possível gerar caixa em um mês no qual a operação tenha realizado prejuízo!

Dado à importância do controle financeiro, apresentaremos a seguir algumas práticas simples e muito importantes para o seu negócio.

 

Registrar todas as movimentações

O primeiro passo é registrar todos os lançamentos (movimentações/transações) daquilo que entra e sai na empresa. Um software é fundamental para facilitar esse processo, seja um software de gestão completo, que contemplará outros módulos (automação comercial, controle de estoque, faturamento, fiscal etc) ou um software específico, que só realiza o controle financeiro.

Com as informações registradas e de fácil acesso, já é possível melhorar os controles e enxergar melhor a situação do caixa da loja.

 

Contas a Receber

Controlar o que sua loja recebe (cartões, cheques, dinheiro, vendas a prazo) é o próximo passo. Para os varejistas que vendem a prazo e parcelado, esse passo é especialmente importante por causa da inadimplência, onde a falta de controle significa prejuízo na certa. Para varejistas que não vendem à prazo, como é o caso da maioria de padarias, supermercados e restaurantes, é importante realizar o controle das vendas de cartão, conferindo os valores e taxas das adquirentes. (vide artigo Vendas no Cartão).

 

Contas a Pagar

O controle efetivo das contas, evita surpresas desagradáveis.

A falta de planejamento obriga o varejista a adotar o desconto de duplicatas/cheques em bancos ou factoring para suprirem suas deficiências de caixa. O valor dos juros cobrados é exorbitante, fazendo com que o lucro alcançado nas vendas se perca nesse descontrole. A situação se complica quando os clientes não cumprem o pagamento dos títulos, fazendo com que a empresa arque com o compromisso estabelecido com a instituição de crédito.

 

Plano de Contas

As movimentações registradas, utilizando um plano de contas gerencial, como vimos anteriormente no artigo sobre o plano de contas, proporciona ao empresário uma visão do resultado do seu negócio de uma maneira simples e fácil.

 

Oportunidades

O varejo de alimentos, principalmente supermercados, tem uma peculiaridade vantajosa. Ao comprar a prazo dos fornecedores e vender a vista para seus clientes, a empresa gera caixa. Com o controle do contas a pagar em mãos, fica simples realizar uma previsão de qual será o comportamento do caixa para os períodos vindouros.

Com a previsão de caixa, o varejista fica mais seguro ao tratar com os fornecedores, negociando prazo de pagamento e quantidade em troca de melhores preços. Com seu giro diário cada vez maior, sua loja entra em um ciclo virtuoso de mais vendas, mais caixa e mais possibilidades.

Assim, algumas simples práticas para melhorar o controle financeiro da sua loja podem transformar o seu negócio!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

56 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress