A importância da classificação tributária correta do Cadastro de Produtos

O cenário atual, com constantes mudanças tributárias, exige um acompanhamento periódico, quase que diário, da legislação. Entretanto, são tantas as atividades no dia a dia do varejista, que torna quase impossível dedicar tempo à essa atividade. É claro que o contador é de grande ajuda, mas uma necessidade específica está por conta da própria empresa: os dados tributários do cadastro de produtos!

 

O desafio de se manter um cadastro de produtos atualizado

Se levarmos em consideração a grande quantidade de produtos, especialmente do supermercadista, a exigência de um controle minucioso da tributação de cada item implica em investimento na capacitação dos colaboradores para se obter uma gestão saudável e amparada legalmente. Não há uma boa base para a gestão de um varejo, senão com um cadastro de produtos corretamente classificado.

Dentre todas as particularidades de cada produto, neste artigo tratamos dos dados tributários, aqueles que influenciam diretamente o custo da mercadoria, o seu preço de venda e, consequentemente, os impostos a serem pagos.

 

Segurança tributária com o cadastro de produtos

São muitos os tributos, porém alguns estão ligados diretamente ao produto. O PIS, COFINS e ICMS influenciam o resultado do seu negócio, razão pela qual a importância de se classificar corretamente todos os itens para o cálculo correto dos impostos.

Com a NFe (Nota Fiscal Eletrônica) e o SPED, o fisco tem em mãos um mundo de informações e nem precisa ir até o seu estabelecimento para constatar a existência de algum passivo tributário. Constamos que muitas empresas pagam errado o imposto e, por incrível que pareça, alguns pagam a maior. A questão é: como posso estar tranquilo de que estou pagando corretamente os impostos?

O único caminho é manter o seu cadastro de produtos atualizado.

Acompanhar as novidades e mudanças, não acreditar que um cadastro correto irá se manter se não houver acompanhamento. Sabemos que é um trabalho exaustivo, cuja execução deve ser avaliada pela empresa.

Qual é o melhor caminho: qualificar os funcionários da empresa e realizar internamente ou ter ajuda de empresas especializadas?

Temos constatado que o custo de empresas compensa, em muito, quando comparados à necessidade de manter equipe de colaboradores constantemente “antenadas” nas constantes alterações legais.

 

No desafio há oportunidades

Manter atualizado e correto um cadastro de produtos não é fácil, portanto muitos gestores resistem em enfrentar o problema. Além de que o fisco tem 5 anos para identificar erros e aplicar autuações.

No entanto, nesse desafio reside uma boa oportunidade. Com uma atualização automatizada sempre que houver alterações, você elimina o risco pela raiz. Ou seja, além de produtividade e redução de custo, sua empresa estará segura.

 

Gostou do post, escreva para nós: contato@infovarejo.com.br

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

56 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress